Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

André Luiz Maranhão de Souza Leão

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • paratextos e autoria de marcas de franquias de produtos midiáticos: um estudo multicaso
  • Vivemos em um mundo interconectado, baseado no uso intensivo de tecnologias digitais de informação e comunicação. Este acontecimento tem gerado novos modos de sociabilidade e de trocas econômicas e culturais e levado a uma crescente midiatização da vida social, uma vez que o uso dessas tecnologias redefine várias práticas sociais e grande parte das interações sociais, levando à ubiquidade das mídias (MARTINO, 2014). Este cenário é denominado por Jenkins (2009) de cultura da convergência, que advoga tratar-se de processo resultante de uma inteligência coletiva, por meio de uma cultura participativa. Numa sociedade em que o sujeito é ideologicamente interpelado a se divertir (ŽIŽEK, 2008), a indústria do entretenimento tem se utilizado do potencial da convergência das mídias e da participação ativa dos consumidores. Este consumidor de produtos midiáticos, muitas vezes, apresenta um grau de envolvimento e vínculo emocional maior do que o de outros tipos de produtos, se caracterizando como fã. Fãs são parte de uma audiência engajada afetivamente com os produtos midiáticos aos quais se vinculam (CACICCHI, 2013), que terminam por incorrer em atividades relacionadas a estes, quase sempre em comunidades (fandoms) de interesses comuns (JENKINS, 2013), servindo de base para a formação de brand fandoms (KOZINETS, 2014). As práticas de fãs terminam por se integrar às próprias narrativas dos produtos midiáticos, formando um amálgama cujos espaços são preenchidos por paratextos que participam diretamente de sua significação (GRAY, 2010). Sendo assim, não é possível se afirmar que os produtos midiáticos sejam uma concepção apenas de seus criadores. Segundo Hills (2010), os textos midiáticos são operados como discursos de valor, em que o autor, antes de ser um indivíduo, é uma função na existência, circulação e funcionamento dos discursos na sociedade (FOUCAULT, 2012). Assim, as organizações que detêm marcas de produtos midiáticos, devem reconhecer essa multiautoria, gerenciando, simultaneamente, a consistência das narrativas desses produtos a partir da ação dos fãs, das ações promocionais da marca e dos demais paratextos – sobretudo os relativos à imprensa especializa, pelo seu poder de influência na formação de opiniões sobre esse tipo de produto. Com base nisto, a presente pesquisa tem como objetivo geral analisar a autoria de marcas de franquias de produtos midiáticos, a partir de suas extensões paratextuais, produzidas pelas próprias marcas, pelos seus fãs e pela imprensa especializada. A pesquisa contribui para o conhecimento da área por se tratar de um estudo multidisciplinar que entrelaça os tópicos de gestão de marcas e pesquisa do consumidor com a noção de paratextos – comumente mais trabalhada na área de comunicação. Além disto, foca um tipo de consumidor particular, o fã, pouco estudado no campo de pesquisa do consumidor, bem como a indústria de entretenimento, o que justifica o trabalho também sob o ponto de vista de sua contribuição para a gestão. De forma a embasar o estudo proposto, a revisão de literatura tem início com a discussão do cenário midiático da sociedade contemporânea, com o papel da Internet e das novas tecnologias de informação e comunicação na formação de uma cultura participativa. Isto abre espaço para se apresentar a noção de fã e suas práticas, com ênfase nos conceitos de paratextos e autoria dos produtos midiáticos. Na sequência, se localiza o fã como um tipo de consumidor particular, em virtude de sua postura ativa, inserido na perspectiva da Teoria da Cultura de Consumo (CCT). Por fim, se esboça um conceito também culturalista e multiautoral de marcas, culminando com a noção de “brand fandom”. A pesquisa se caracteriza como qualitativa, por meio de um estudo multicaso naturalista (STAKE, 2006), das franquias Star Wars, Harry Potter e Game of Thrones, adotando a análise de discurso Foucaultiana (FOUCAULT, 2014). Os dados serão coletados por meio de netnografia (KOZINETZ, 2010), videografia (BELK; KOZINETZ, 2005) e levantamento multifocal na Internet (FLICK, 2008).
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

André Luiz Martins Lemos

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • comunicação, mediaçao, modos de existência e cibercultura
  • A atual proposta visa discutir o conceito de mediação, comunicação e “modos de existência” para dar conta dos novos fenômenos comunicacionais contemporâneos emergentes com a dataficação da sociedade e a agência ampliada de objetos infocomunicacionais. Com o apoio das teorias da comunicação, das sociologias pragmáticas (particularmente a Teoria Ator-Rede - TAR) e da filosofia orientada a objeto (OOO), o projeto discute esses conceitos para pensar as particularidades da comunicação em ambiente digital. A hipótese principal é que não é possível entender os produtos e processos da cultura digital contemporânea sem levar a sério a mediação dos objetos (físicos e digitais) na ação comunicacional. Mediação, como definida pela sociologia pragmática é comunicação. No entanto, há um modo de existência específico de mediação nos processos, indústrias, regulações, relações subjetivas, informação etc., que identificamos como "comunicacionais". Esse é o "Modo de Existência da Comunicação" (COM), retomando a discussão realizada por Etienne Souriau (1943) e Bruno Latour (2012). A discussão dessas hipóteses de pesquisa será desenvolvida a partir de um panorama analítico-descritivo de práticas e de dispositivos digitais a partir de problematizações envolvendo materialidades, performatividade algorítmica e agência dos objetos.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Luiz Paulilo

Ciências Humanas

Educação
  • a ampliação das tarefas escolares as reformas educacionais do ensino público entre 1922-1938
  • Este projeto propõe uma investigação acerca da ampliação dos serviços escolares entre as décadas de 1920 e 1930. Estuda as reformas da instrução pública realizadas em São Paulo e Distrito Federal a partir da organização nas escolas dos serviços de saúde e assistência, do cinema educativo e dos serviços de psicologia e orientação profissional. O objetivo da pesquisa é compreender a maneira como, através da legislação, Lourenço Filho, Fernando de Azevedo e Antônio de Almeida Júnior em São Paulo e de Carneiro Leão, Fernando de Azevedo e Anísio Teixeira no Distrito Federal promoveram a saúde, a assistência social, a educação física e a cultura civil e científica entre as crianças das camadas populares da sociedade no início do século XX.
  • Universidade Estadual de Campinas - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Luiz Pedrosa

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • participação da proteína exonuclease 1 na via de reparo de dna por recombinação homóloga e na amplificação gênica em leishmania major
  • Os protozoários parasitos do gênero Leishmania (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) são causadores de um grupo de doenças tropicais negligenciadas denominadas leishmanioses. Apesar dos avanços no conhecimento da biologia destes organismos, os mecanismos celulares e moleculares empregados pelo parasito com a finalidade de se adaptar às condições adversas que encontra em seus diferentes hospedeiros ainda não foram completamente compreendidos. Um dos processos que Leishmania spp. utiliza para controlar a expressão de seus genes é a amplificação gênica, um processo que também se encontra relacionado com resistência a drogas no parasito. Os mecanismos que levam a amplificação gênica envolvem quebras em duplas-fitas de DNA e a participação de componentes da maquinaria de recombinação homóloga foram descritos no parasito. A enzima Exonuclease-1 (EXO1) participa nos passos iniciais da ressecção de extremidades 5’ de em fitas duplas de fragmentadas e sua importância foi demonstrada em vias de processamento de DNA que incluem replicação, reparo de pareamento incorreto, recombinação homóloga e apoptose. Uma busca por sequências em bancos de dados revelou a presença de uma proteína homóloga em Leishmania major (LmEXO1, número de acesso no GeneDB – LmjF.23.1270), um organismo modelo para estudos de amplificação gênica. Recentemente, o gene LmEXO1 foi clonado em um vetor de expressão em L. major e uma linha superexpressora do gene LmExo1 foi obtida por nosso grupo. Estudos preliminares revelaram que a linhagem supexpressora de LmEXO1 é mais suscetível a compostos causadores de danos no DNA (metil-metanossulfonato, hidroxiureia e Zeocina) que os seus controles. Considerando o impacto que a recombinação homóloga desempenha na biologia e nos mecanismos de resistência a drogas em Leishmania, este projeto tem por objetivos: (i) caracterizar a proteína LmEXO1 utilizando ferramentas de bioinformática; (ii) demonstrar a localização subcelular de LmEXO1 e sua atividade exonucleásica em ensaios in vitro; (iii) analisar o papel da proteína LmEXO1 no reparo por recombinação homóloga de danos à molécula de DNA causados por radiação ionizante e hidroxiureia e (iv) investigar o papel de LmEXO1 no controle do ciclo celular deste parasito e na amplificação gênica induzida por metotrexato. Com estes objetivos nós esperamos estabelecer um vínculo entre os mecanismos de recombinação homóloga e de amplificação gênica em L. major. Estes resultados poderão elucidar importantes aspectos dos mecanismos de resistência a drogas no parasito.
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Luiz Pires Guedes

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • teoria de grafos: otimização combinatória, complexidade computacional, algoritmos e classes
  • Problemas de teoria dos grafos, alguns considerados difíceis (NP-difíceis), serão estudados e classes de grafos em que tais problemas admitem soluções eficientes serão pesquisados. Estudaremos suas complexidades computacionais, seus algoritmos e buscaremos por classes de grafos nas quais o comportamento do ponto de vista de complexidade possa ser determinado. Propomos o estudo de: soluções exatas para problemas \NP-difíceis; dois problemas de coloração de arestas, restringindo a classes específicas e buscando determinar sua complexidade; problemas relacionados com o grafo biclique; um problema relacionado com conectividade, e técnicas espectrais para algoritmos em grafos. Estes problemas se enquadram na área de otimização combinatória.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Luiz Rodrigues Roque

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • diversidade de tripanosomatídeos de mamíferos silvestres da mata atlântica
  • Tripanosomatídeos compreendem um grupo muito diverso de parasitos que inclui os gêneros Trypanosoma e Leishmania. São parasitos envolvidos em redes complexas de transmissão na Mata Atlântica, sustentadas por uma diversidade de hospedeiros mamíferos e insetos vetores. Embora seja um bioma muito diverso e que os ciclos de transmissão de T. cruzi, Leishmania infantum e L. braziliensis sejam reconhecidos, muitas espécies/genótipos de tripanosomatídeos também circulam nesta área e permanecem desconhecidos. Isolamento e caracterização do parasito são as melhores ferramentas para o diagnóstico taxonômico, possibilitando sua caracterização biológica, morfológica e ultraestrutural que, aliada à filogenia, são essenciais na descrição de novas espécies/genótipos de parasitos. Alternativamente, a caracterização molecular diretamente em amostras de tecidos possibilita a realização de estudos com maior número de amostras distribuídas em diferentes áreas e em diferentes períodos de tempo. O presente projeto vai ao encontro da proposta selecionada no edital de Bolsa de Produtividade 2017 e dá continuidade às atividades desenvolvidas nos últimos anos para captura e isolamento de parasitos de mamíferos silvestres no bioma Mata Atlântica. Nestes últimos anos, foram obtidos mais de 50 isolados, além da coleta de mais de 400 amostras de tecidos coletadas que serão testadas frente a infecção por tripanosomatídeos. Análises biológicas em isolados sugestivos de serem novas espécies/genótipos serão realizadas através de curva de crescimento em meio axênico, análise morfológica/morfométrica de formas coradas, além de microscopia eletrônica de varredura e transmissão. Análise molecular será realizada através de PCR com os alvos 18S e gGAPDH, sequenciamento dos produtos amplificados, identificação por similaridade e análise filogeneticamente. Ao final do projeto, pretende-se descrever nova(s) espécie(s) e expandir o conhecimento acerca da diversidade de espécies de tripanosomatídeos e sua dispersão em áreas de Mata Atlântica do Brasil.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andre Luiz Saraiva de Oliveira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • aplicações quânticas para dispositivos semicondutores tradicionais
  • Dispositivos semicondutores comerciais são fabricados com qualidade excepcional pela indústria para atender a esse mercado que alcança hoje a marca de R$1.3 trilhão anuais. Apesar de serem voltados para aplicações tradicionais, como transistores de efeito de campo ou células solares, frequentemente é possível extrair comportamento quântico para aplicações em tecnologias de qubits, single electron transistors (transistores de elétron único), entre outras tecnologias quânticas [1]. O baixo custo da produção em massa e a perspectiva de sinergia com a microeletrônica tradicional dos aparelhos atuais atrai cientistas a explorar os limites desses dispositivos. Essa frente de pesquisa evidencia alguns desafios do ponto de vista de ciência básica que precisam ser investigados de forma integrada experimentalmente e teoricamente. Nesse projeto daremos continuidade à nossa colaboração com experimentais provendo arcabouço teórico para a interpretação de dados desses sistemas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Luiz Sena Guimarães

Ciências da Saúde

Odontologia
  • efeito abscopal da radioterapia em carcinoma de células escamosas de cabeça e pescoço: enfoque na expressão de genes associados com o metabolismo glicolítico e angiogênese.
  • O carcinoma de células escamosas de cabeça e pescoço (CCECP) representa um dos principais problemas de saúde pública com estimativa de 300 mil casos novos no mundo, em 2017. A etiopatogênese do CCECP está relacionada a fatores intrínsecos e extrínsecos ao indivíduo. Recentemente o metabolismo glicolítico tumoral voltou a ser explorado como um importante alvo terapêutico no tratamento do CCECP. Assim, faz-se necessário o desenvolvimento de estudos que busquem investigar novas estratégias terapêuticas. A radioterapia, combinada ou não com cirurgia e quimioterapia, vem sendo amplamente utilizada para o tratamento do CCECP. A interação entre célula neoplásica e células do estroma é de fundamental importância para o prognóstico do paciente. Foi observado que embora submetidos à irradiação local, alguns pacientes apresentam redução de outros tumores metastáticos que não foram irradiados. Estas observações sugerem que a radiação pode ter um efeito à distância, que é conhecido como efeito abscopal. Adicionalmente, evidencias sugerem que mediadores sistêmicos podem estar relacionados a perda de tolerância imunológica relacionada às células neoplásicas. Sendo assim a busca pelos efeitos sistêmicos da radioterapia pode revelar estratégias e alvos terapêuticos para o CCECP. Considerando todos estes fatos o presente projeto tem por objetivo avaliar os efeitos da radioterapia em níveis sistêmicos de moléculas associadas ao metabolismo glicolítico e angiogênese.
  • Universidade Estadual de Montes Claros - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Luiz Sens

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • design audiovisual transmídia: um sistema para análise e criação das interfaces audiovisuais de mundos narrativos multimidiáticos.
  • Matrix, Star Wars, Harry Potter e outras franquias midiáticas, bem como os complexos jogos pervasivos denominados como ARGs são manifestações contemporâneas usualmente relacionadas a um conceito denominado transmídia, que contempla estratégias, práticas e processos coletivos na construção de mundos narrativos multimidiáticos, onde o público contribui na sua manutenção e expansão, seja no estabelecimento de conexões entre as histórias ou na produção de novos textos. Contudo, além dos aspectos narrativos, é possível identificar possibilidades de atuação do design nos diversos arranjos comunicacionais, industriais e experienciais distribuídos entre as várias mídias, indivíduos e conteúdos que transitam por esse ecossistema complexo. Nesse sentido, foi desenvolvido pelo proponente deste projeto o sistema TRADE (2017) que consiste em um framework conceitual somado a procedimentos e ferramentas para o desenvolvimento de um mapa do mundo e seus respectivos quadros midiáticos. Entretanto, embora sua configuração simplificada e versátil demonstra a possibilidade de aplicação em diferentes tipos e tamanhos de projetos transmídia, não foram efetivamente realizadas análises mais sofisticadas em diferentes contextos e cenários práticos, além de um estudo de caso de projeto intercomposicional. Ademais, outro avanço em relação a investigação proposta no trabalho de tese é o aprofundamento nas questões relativas especialmente ao campo da audiovisualidade que avançam com a presença cada vez mais significativa dos vídeos na comunicação na internet. Portanto, o objetivo geral deste projeto de pesquisa consiste no desenvolvimento de um framework de natureza conceitual e prática para o desenvolvimento das interfaces audiovisuais em projetos transmídia. Para tal, será utilizado, para esta investigação, o método baseado em design (DBR), que consiste em um processo cíclico de análise, desenvolvimento, testagem e implementação que pretendem resultar ao menos no desenvolvimento de um projeto transmídia, um produto audiovisual, três produtos midiáticos inter-relacionados, dois workshops e/ou cursos em design audiovisual e transmídia e três artigos de impacto nacional e internacional.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Macedo Vale

Ciências Biológicas

Imunologia
  • dinâmica do repertório de células b na infecção experimental por zika vírus (zikv): relevância para o desenvolvimento racional de vacinas contra arbovírus
  • A resposta imune humoral contra vírus é composta por imunoglobulinas específicas para epítopos estruturalmente distintos das partículas virais, capazes de impedir a ligação dos vírus aos seus receptores celulares ou de formar imunocomplexos, levando à eliminação do patógeno. Existem evidências de que imunoglobulinas polirreativas, com reatividade cruzada contra outros sorotipos ou vírus distintos, são geradas tanto na infecção primária quanto na secundária. Além disso, “especificidades inatas”, presentes no organismo previamente à infecção, podem contribuir para a resposta [1]. Esses achados indicam a complexidade das diferentes subpopulações de células B e sua importância nas respostas aos vírus. Embora anticorpos neutralizantes possam conferir imunidade duradoura contra a reinfecção pelo mesmo vírus, níveis de anticorpos subneutralizantes, parecem aumentar a entrada e replicação de outros subtipos em células fagocíticas, um fenômeno denominado potencialização da infecção dependente de anticorpos (antibody dependent enhancement - ADE, revisado em [2]). Entretanto, pouco se sabe sobre o mecanismo de ADE e a sua contribuição para a patologia, apesar desse fenômeno ter sido demonstrado in vivo em modelos de infecção por DENV [3], e ZIKV [4]. Até hoje não estão disponíveis vacinas ou imunoterapias capazes de prevenir eficazmente a infecção pelo DENV ou ZIKV, ou de diminuir a severidade da doença, no caso da dengue hemorrágica. Embora um número razoável de candidatos a vacinas esteja em desenvolvimento [5], é necessário compreender melhor a natureza da resposta imune humoral contra a infecção para o desenvolvimento racional de vacinas [6]. Observações clínicas tem fornecido informações sobre a patogenia da Dengue e Zika, porém, até recentemente, a falta de um modelo animal adequado tem dificultado estudos mais aprofundados em laboratório. Ainda mais crítico é o fato de que uma vacina, visando estimular a imunidade humoral, poderia promover anticorpos neutralizantes para um determinado sorotipo de vírus, mas, ao mesmo tempo, aumentar o risco de agravar uma infecção subsequente com outro sorotipo ou vírus relacionado. Este paradoxo sugere que o entendimento mais completo da imunidade humoral contra arboviroses exige o estudo da seleção da diversidade de anticorpos como um todo, em vez da descrição de interações individuais vírus-anticorpo. Além disso, manifestações de autoimunidade vem sendo relacionadas a diversos tipos de infecções e fatores ambientais, incluindo infecções virais. O mecanismo pelo qual doenças infecciosas levam ao surgimento de doenças autoimunes não foi esclarecido, embora esse fenômeno tenha sido observado em diversos casos, com diferentes infecções associadas a distintas manifestações autoimunes, como a síndrome de Guillain-Barrè, recentemente descrita em infecções por ZIKV, artrite reumatoide e lúpus. Diversas teorias foram propostas para explicar como infecções poderiam causar doenças autoimunes, como antígenos ocultos, que seriam expostos ao sistema imunitário apenas após a infecção de um dado tipo celular; mimetismo molecular, devido à semelhança entre epítopos apresentados por patógenos e moléculas do próprio organismo hospedeiro; efeito adjuvante, em que moléculas associadas a patógenos, ligadas a receptores da imunidade inata poderiam funcionar como o segundo sinal para a ativação de linfócitos autorreativos; ou, simplesmente, que doenças autoimunes são uma possível consequência de uma infecção (revisto em [7]). Faz-se necessária uma maior compreensão do processo de formação do repertório de imunoglobulinas em reposta a infecção para esclarecer a relação entre este processo e o aparecimento de manifestações autoimunes. Em suma, a interação entre anticorpos e antígenos virais pode resultar tanto em imunidade protetora, por meio da neutralização do vírus, quanto em aumento da infecção das células hospedeiras pelo vírus. Por outro lado, anticorpos secretados por linfócitos B em decorrência de infecções virais podem ser autoreativos e levar a manifestações de autoimunidade. Nosso grupo tem vasta experiência na análise global do repertório de linfócitos B, tanto na caracterização da especificidade antigênica dos anticorpos secretados, quanto na identificação dos genes que codificam as regiões variáveis das imunoglobulinas, regiões responsáveis pelo reconhecimento antigênico. Na presente proposta, pretendemos aplicar essas abordagens a fim de avançar no conhecimento fundamental sobre os processos de geração de imunoglobulinas que promovem ou prejudicam a produção de anticorpos amplamente neutralizantes contra os arbovírus, mais precisamente o ZIKV. Assim, a estratégia do nosso projeto é caracterizar o repertório de imunoglobulinas gerado em resposta à infecção viral, ou exposição a antígenos virais, quanto às especificidades contra antígenos virais e o potencial surgimento de autoanticorpos patogênicos, para testar, se e em que medida, os efeitos de neutralização viral, ADE e autoimunidade podem ser gerados independentemente. Essa informação pode ser usada para avaliar melhor as vacinas existentes e desenvolver vacinas ou imunoterapias seguras de nova geração que sejam protetoras, minimizando o risco de ADE e evitando a geração de anticorpos autoreativos potencialmente patogênicos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Machado de Siqueira

Ciências da Saúde

Medicina
  • enfrentando os desafios da diminuição da transmissão da malária na amazônia no caminho da eliminação: febres não-maláricas e baixas parasitemias
  • Com a redução da intensidade da transmissão da malária, observada no Brasil, as infecções de baixa densidade e as causas alternativas de febre assumem maior relevância proporcional. Abordar estas duas questões importantes é de grande importância para a saúde pública na região amazônica e precisa ser investigado mais a fundo. Objetivos: Duas linhas de pesquisa abordarão lacunas atuais no diagnóstico clínico e laboratorial da malária. A proposta visa: (I) investigar a etiologia da doença febril aguda (AFS) em crianças que buscam atendimento em centros de saúde periurbanos e rurais na região amazônica, com o objetivo de gerar algoritmos clínicos e laboratoriais para o manejo de casos e encaminhamento para centros terciários. (Ii) obter conhecimentos sobre a prevalência de infecções maléticas assintomáticas de densidade muito baixa que estejam abaixo do limite de detecção do diagnóstico padrão no campo (microscopia, testes diagnósticos rápidos) e investigar a relevância das infecções de baixa densidade para a transmissão subsequente. Métodos (I) Desenvolvimento de um protocolo de pesquisa para caracterizar a etiologia do SAF na região amazônica, propondo algoritmos para o manejo de pacientes a serem implantados na região. (Ii) Métodos moleculares ultra-sensíveis serão aplicados para o diagnóstico de P. falciparum e P. vivax. As amostras serão analisadas por PCR quantitativa altamente sensível e PCR de transcrição reversa. (Iii) Os ensaios de membrana e sangue direto realizados com amostras de sangue de contatos domiciliares sub-microscópicos mas qPCR-positivos serão conduzidos em Manaus utilizando colônias de Anopheles aquasalis com o objetivo de avaliar a infecciosidade de infecções de baixa densidade e seu potencial de transmissão. Os resultados esperados são: 1) O desenvolvimento de recomendações para o manejo clínico e encaminhamento em áreas rurais e periurbanas da região amazônica; 2) Uma estratégia para estimar de forma precisa e fiável a prevalência de P. falciparum e P. vivax; 3) Conhecimento sobre infectividade de infecções de baixa densidade.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 01/02/2017-31/01/2021
Foto de perfil

André Maciel Crespilho

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • avaliação de diferentes técnicas de colheita e colorações, impacto de sucessivas punções e aplicabilidade da punção biópsia aspirativa testicular como método complementar do exame andrológico bovino
  • A avaliação clínica do aparelho reprodutor é um componente essencial do exame andrológico. Nesse contexto, a punção biópsia aspirativa (PBA) representa um método auxiliar na análise testicular, fornecendo informações sobre a quantidade e funcionalidade das células de linhagem espermatogênica. Embora a PBA seja considerada uma técnica segura, rápida e de baixo custo, até o presente não existe um consenso a respeito da possibilidade de lesão dos testículos submetidos às punções. Além disso, questões como o diâmetro da agulha a ser utilizada ou a melhor técnica para coloração dos esfregaços produzidos a partir de PBA não possuem uma definição clara na literatura. Outro aspecto interessante, porém pouco abordado, corresponde à aplicabilidade da PBA como método de seleção andrológica de animais pré-púberes, que ainda não produzem quantidade significativa de espermatozoides no ejaculado para serem avaliados através dos métodos convencionais de análise espermática. O objetivo do estudo é avaliar dois métodos distintos de PBA para bovinos e duas técnicas diferentes para coloração dos esfregaços, avaliando-se os possíveis efeitos colaterais relacionados ao uso de sucessivas punções testiculares. Além disso, o trabalho pretende avaliar a possível relação entre o perfil de células gametogênicas testiculares na fase peri-púbere com o desenvolvimento testicular, níveis séricos de testosterona e qualidade do sêmen produzido pelos mesmos animais ao atingirem a plenitude reprodutiva. No Experimento-1 100 esfregaços obtidos através de PBA testicular de bovinos serão corados por Giemsa (n=50) ou Panótico rápido (n=50), comparando-se a qualidade da preparação tintorial proporcionada por cada corante. Para avaliação da quantidade de material recuperado e do potencial de lesão testicular durante a realização de PBAs no Experimento-2 serão selecionados 15 bovinos adultos que serão submetidos a punções simultaneamente nos testículos esquerdo e direito utilizando-se, respectivamente, agulhas 40x12 (agulha grossa) ou 25x7 (agulha fina). Os animais serão acompanhados mensalmente através de dosagem de testosterona sérica e termografia escrotal. Para avaliação das possíveis lesões causadas pela PBA os reprodutores serão divididos em 3 lotes que serão castrados ao final das primeiras punções (G1, n=5), após 3 punções (G2, n=5) e ao final de 6 punções testiculares (G3, n=5). Os testículos obtidos serão processados para avaliação histológica do grau de lesão tecidual, de acordo com o calibre da agulha utilizada para as PBAs. Para o Experimento-3 serão selecionados 30 garrotes Bos taurus indicus com idade de 12 meses que serão submetidos à PBA, exame clínico e ultrassonográfico de biometria e ecotextura testicular. Todos os animais serão acompanhados através de exame andrológico e citológico testicular aos 12, 16, 20 e 24 meses de vida, além do exame ultrassonográfico que será conduzido bimestralmente, testando-se a hipótese de que a população de células testiculares na fase pré-púbere possui relação com o tempo para ocorrência da puberdade e quantidade e qualidade seminal na vida adulta. Para as análises estatísticas serão utilizados modelos de análise de variância (Proc GLM) e análise de regressão (PROC Reg) utilizando-se os softwares computacionais SAS® e BioEstat®. Diferenças serão consideradas quando p<0,05.
  • Universidade de Santo Amaro - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Andre Marcio Araujo Amorim

Ciências Biológicas

Botânica
  • estudos em malpighiales: preenchendo gaps na morfologia e sistemática e avançando sobre o conhecimento biogeográfico em linhagens neotropicais
  • Malpighiales é um dos mais surpreendentes clados revelados por estudos moleculares nas Angiospermas nos últimos anos. A dificuldade em se reconhecer sinapomorfias morfológicas e a escassez de estudos biogeográficos que auxiliem na compreensão dos mecanismos de diversificação, em contraposição à crescente detecção de novidades taxonômicas na América Tropical, confere a essa ordem ampla relevância para investigações sob distintas vertentes biológicas. Nos neotrópicos, as Malpighiales são altamente diversificadas, com elevada riqueza, expressiva amplitude ecológica e enorme variabilidade morfológica, além de serem representadas por espécies com potencial econômico como a mandioca (Manihot esculenta Crantz), a mamona (Ricinus communis L.), a seringueira (Hevea brasiliensis Müll. Arg.), o urucum (Bixa orellana L., Bixaceae), o maracujá (Passiflora spp., Passifloraceae) e o pequi (Caryocar brasiliense Cambess.), entre outras plantas alimentícias, farmacológicas, madeireiras e ornamentais. A proposta aqui apresentada objetiva ampliar o conhecimento biogeográfico, florístico, morfológico e sistemático em linhagens de Malpighiales neotropicais. A partir do andamento de estudos taxonômicos e biogeográficos associados a filogenias moleculares (i.e., Bernardia [Euphorbiaceae], Hirtella e Parinari [Chrysobalaceae], Clusia e Tovomita [Clusiaceae]) e de estudos evolutivos sobre anatomia foliar, embriologia e estrutura floral em linhagens de Malpighiaceae, esperamos contribuir para o conhecimento sobre a história evolutiva dessa ordem. Paralelamente, o projeto contribuirá na finalização dos estudos taxonômicos em Carolus (Malpighiaceae) e Parinari (Chrysoblanaceae) e na realização de estudos florísticos e taxonômicos em diferentes famílias na ordem que carecem de especialistas. A proposta será executada por pesquisadores, estudantes de graduação, pós-graduação e técnicos vinculados a duas Universidades Estaduais no estado da Bahia, além do suporte logístico do Herbário do Centro de Pesquisas do Cacau – CEPEC. É prevista a participação colaborativa de outras seis instituições de ensino e pesquisa no Brasil e o apoio de duas instituições internacionais. O desenvolvimento metodológico será norteado especialmente por nove subprojetos (i.e. Doutorado, Mestrado e Iniciação Científica) envolvendo Clusiaceae (1), Chrysobalanaceae (2), Euphorbiaceae (1) e Malpighiaceae (5). Um projeto de Iniciação Científica inédito em Malpighiaceae é aqui solicitado através da concessão de uma bolsa, assim como uma bolsa de apoio técnico. A proposta trará contribuições complementares a projetos já em andamento em especial ao PROTAX Malpighiales e a outros projetos em vigência no grupo, entretanto, atuando de forma independente a estes. Como um resultado central, espera-se a ampliação de informações sobre a riqueza taxonômica, a biogeografia e a morfologia em linhagens de Malpighiales. Paralelamente, contribuições para o andamento de floras regionais são esperados, em especial a Flora do Brasil 2020. A equipe é composta por 20 profissionais (i.e. coordenador, oito pesquisadores doutores, cinco alunos de pós-graduação nível doutorado, dois alunos de pós graduação nível mestrado e cinco técnicos). Alguns subprojetos indicados já se encontram em execução, especialmente aqueles voltados aos alunos de pós-graduação. Todos os participantes aqui citados estão cientes e acreditam na importância desse projeto para dar continuidade à capacitação de taxonomistas em plantas vasculares e a integração desse grupo de pesquisa no sul da Bahia com outras instituições de ensino e pesquisa.
  • Universidade Estadual de Santa Cruz - BA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Maués Brabo Pereira

Engenharias

Engenharia Civil
  • comportamento estrutural de materiais considerando a microescala
  • A indústria, de um modo geral, tem demandado cada vez mais o desenvolvimento de novas tecnologias, empregando novos materiais e concepções estruturais, cujo conhecimento ainda é muito limitado. Atualmente há uma grande demanda pelo estudo do comportamento dos materiais em nível de microestrutura devido a grande faixa de aplicação dos mesmos em projetos de engenharia e em de outras áreas. As estruturas são projetadas para terem determinada vida de utilização, demandam controles periódicos e manutenções frequentes, que quando não realizados de forma efetiva podem gerar acidentes e consequências catastróficas, ainda podendo causar impacto em vidas. A realização de tais controles e manutenções é na maioria das vezes muito complicada. Isso se deve não somente pela escassez de pessoal qualificado, mais também pela carência de metodologias e ferramentas eficientes para auxiliar efetivamente na caracterização dos materiais envolvidos e nas verificações da vida útil das estruturas. O principal objetivo deste projeto é o desenvolvimento de metodologias para caracterização estrutural e física de materiais e estruturas integrando análises experimentais via imagens de alta resolução em microescala e simulação computacional via métodos numéricos. Esse tema tem sido foco de diversos pesquisadores em diferentes áreas de pesquisa, identificando na UFF interesse comum entre pesquisadores das áreas de engenharia, computação, metalurgia, odontologia e química. Portanto, pretende-se aprimorar com este projeto o conhecimento do grupo de pesquisa na caracterização de materiais através de técnicas experimentais e da modelagem em nível de microestrutura. O casamento dessas abordagens é essencial para garantir a compreensão e tratamento dos problemas sofisticados de engenharia, assim como para propor soluções otimizadas e para desenvolver novas tecnologias.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Menezes Strauss

Ciências Humanas

Arqueologia
  • arqueogenética dos grupos produtoros de cerâmica aratu
  • O presente projeto tem como foco a arqueogenética de grupos produtores de cerâmica da Tradição Aratu através da análise de DNA antigo e da morfologia do labirínto ósseo do osso temporal – ambas inéditas no Brasil. A Tradição Aratu é reconhecida por um conjunto cerâmico caracterizado pela baixa ocorrência de decoração que inclui vasilhames piriformes e globulares de diferentes tamanhos, destacando-se grandes potes para armazenagem de líquidos e grãos, urnas funerárias, pequenas vasilhas geminadas, rodelas de tortual de fuso e cachimbos tubulares. No século IX d.C. os grupos produtores de cerâmica Aratu já estavam plenamente estabelecidos em dezenas de aldeias circulares de até 600 metros de diâmetro que chegavam a abrigar mais de 1000 indivíduos.A partir do ano mil da era cristã, os grupos produtores da tradição Aratu começam a se expandir para o sul e para o leste, ocupando zonas ecológicas diversificadas numa área semicontínua cuja área total equivale à da Europa continental. No Brasil central o território em questão já era povoado tanto por caçadores-coletores como ceramistas horticultores. Estes últimos, denominados grupos da tradição Una, surgiram através da adoção gradual de técnicas de cultivo por populações caçadoras-coletoras que já habitavam o local, representando a mais antiga evidência dessa forma de subsistência no Brasil central. Como é o caso em outras partes do mundo, a substituição de um modo de vida forrageador móvel por um modo produtor fixo foi extremamente complexo. O padrão de variabilidade intra e inter-sítios indica uma série de processos recíprocos e multidirecionais caracterizados por especificidades regionais, envolvendo o fluxo de pessoas, ideias e objetos. Apesar de avanços consideráveis, os detalhes desse processo, especialmente no que se refere ao componente dêmico a ele associado, ainda são incertos. O estudo arqueogenético dos esqueletos associados à Tradição Aratu irá contribuir para avaliar a coerência populacional por detrás dessa unidade cerâmica e, ainda que de forma indireta, qualificar as propostas que conectam essa tradição a um presente etnográfico Jê. A arqueogenética constituí um campo de interface entre as ciências humanas e biológicas que vem revolucionando o conhecimento sobre o passado humano. Dedica-se ao estudo de uma categoria específica do registro arqueológico: o ácido desoxirribonucleico (DNA). Permite qualificar de forma precisa a constituição genética de grupos pré-coloniais, estimar parâmetros demográficos, datar eventos de coalescência, identificar relações consanguíneas e estimar traços fenotípicos. O mtDNA antigo será extraído no laboratório de arqueogenética do MAE-USP utilizando-se um protocolo de fita dupla. Todas as análises dependem de um contexto cronológico robusto que será obtido através do modelamento bayesiano de datações radiocarbônicas de colágeno filtrado para contaminantes. A antropologia virtual conjuga o uso de modelos tridimensionais com análises de geometria morfométrica de alta resolução. Além de seu caráter estritamente analítico apresenta-se como nova ferramenta de gestão do patrimônio arqueológico. A pars petrosa do temporal será virtualizada com tomografias computadorizadas a partir das quais modelos tridimensionais serão extraídos. Análises de morfometria geométrica de alta densidade serão implementadas para avaliar as afinidades morfológicas do labirinto ósseo, um reconhecido indexador de história populacional entre grupos humanos. Todas essas análises são inéditas no Brasil.Escavações enfatizando o registro espacial, documentação tridimensional e exumação detalhada serão realizadas no sítio Aratu de Pirajiba, na Bahia.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

André Monteiro Costa

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo ecossistêmico do acesso à água, dos conflitos socioambientais e da reparação na área de abrangência da transposição do rio são francisco
  • RESUMO A irregularidade de chuvas no semiárido e períodos de estiagem prolongada, associada a restrições no armazenamento e distribuição de água, tem imposto restrições graves no acesso à água. Grandes obras “contra a seca” predominaram desde o XIX e a história mostrou que essa opção contribuiu para a concentração de água, concentração de terra e, portanto, concentração de poder. O projeto da transposição do rio São Francisco se insere nesse conjunto de políticas de água no semiárido. Cerca de 70% das águas a serem transpostas será para a agricultura irrigada, e a maior parte destas para a fruticultura irrigada, que se insere no mercado de commodities. Apenas 19% para abastecimento humano. A crise hídrica por que passa o rio São Francisco também está relacionada à produção de grãos para exportação no cerrado mineiro e baiano, o que afeta a disponibilidade de água para a transposição. Como uma megaobra, a transposição produz impactos ambientais e processos de vulnerabilização em grupos sociais tradicionais que vivem nas cidades e no entorno dessas obras. Vulnerabilização se caracteriza como uma injustiça ambiental e consiste em processos em que grupos sociais são afetados em seus meios de produção e outras perdas materiais. E pode ter implicações para a saúde, quer por doenças transmissíveis, quer por transtornos mentais. Esses processos são, em geral, invisibilizadas. A transposição foi iniciada em 2007 e era prevista para ser concluída em 2010. A previsão de conclusão das obras é em 2019. Estes 12 anos de atraso é fator que contribui para vulnerabilizar mais essa população. A visibilização da vulnerabilização as obras, bem como a situação hídrica do rio São Francisco é importante para um projeto dessa envergadura. Em projeto anterior foi desenvolvido o Portal Beiras d’Água, acervo audiovisual, para visibilizar a complexidade desses territórios. O objetivo principal deste estudo é analisar o acesso à água, os conflitos e a vulnerabilização e implementar medidas de reparação comunitária na área de abrangência da transposição do rio São Francisco. A abordagem teórica metodológica será a Reprodução Social e a Saúde, formulada pelo epistemólogo Juan Samaja, e se insere na perspectiva da determinação social da saúde coletiva latinomericana. Esta abordagem tem uma perspectiva sistêmica e o estudo será qualitativo. A estratégia de trabalho de campo e coleta de dados será por meio de entrevistas com lideranças comunitárias e de movimentos sociais e realização de oficinas nos territórios, usando a modalidade de Pesquisa-ação, com camponeses, indígenas e quilombolas ao longo dos canais, na Área Diretamente Afetada do projeto. A partir do trabalho de campo, pretende-se constituir uma rede de comunicação nos territórios entre comunidades e pesquisadores, para visibilizar os processos de acesso à água e os conflitos socioambientais. O Portal Beiras d'Água por meio de tecnologias de informação e comunicação contribuirá para compreensão ecossistêmica do acesso à água, dos conflitos socioambientais na Bacia do Rio São Francisco. Por meio de ferramenta identificar, reconhecer e fortalecer as redes de comunicação já presentes no território, utilizando recursos e tecnologias que possam ser aplicados em larga escala. A partir daí, serão desenvolvidos os instrumentos de representação desses saberes, em forma de coleções propostas e significadas pelos próprios sujeitos sociais. A análise dos dados será por análise crítica do discurso.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 15/05/2019-31/05/2022
Foto de perfil

Andre Moraes Nicola

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • mecanismos moleculares de ação de anticorpos igg3 contra a cápsula de cryptococcus neoformans
  • Estima-se que mais de um milhão e meio de pessoas morram por ano por doenças invasivas causadas por fungos. A criptococose, que resulta em mais de 180.000 mortes por ano, é tratada com a combinação da anfotericina B com flucitosina. Mesmo com esse tratamento ideal, 20% dos pacientes com a doença em países desenvolvidos morre. Somando-se a isso o fato de a anfotericina B resultar em insuficiência renal aguda em até 49-65% dos indivíduos tratados e de a flucitosina ser tão mielotóxica que sua comercialização é proibida em vários países, vê-se que até mesmo a terapia padrão ouro ainda está bastante distante do ideal. Tendo todas as dificuldades do tratamento dessa doença em vista, novos antifúngicos mais seguros e eficazes são necessários, e uma das estratégias para gerá-los tem como base anticorpos monoclonais. A grande especificidade dos anticorpos pode permitir drogas com alvos exclusivamente fúngicos, diminuindo os efeitos colaterais do tratamento. Sua meia vida de semanas pode resultar em drogas que só precisam de uma única aplicação. Como a maioria das doenças fúngicas invasivas está associada a quadros de imunossupressão, a ativação da resposta imunitária que resulta da ligação de anticorpos ao seu alvo pode trazer um benefício adicional à terapia. Esta estratégia de desenvolvimento de anticorpos monoclonais já vem sendo desenvolvida há seis anos no laboratório do proponente deste projeto e há décadas no grupo de pesquisa do Dr. Arturo Casadevall, onde o coordenador deste projeto se encontra atualmente fazendo um pós-doutorado. Um aspecto importante na eficácia terapêutica de anticorpos que foi demonstrado por esses grupos é o isotipo de IgG. O maior exemplo é com anticorpos contra a cápsula de C. neoformans, uma vez que anticorpos de porções variáveis idênticas mas com cadeias pesadas diferentes podem ser protetores (IgG1, IgG2a e IgG2b) ou não-protetores (IgG3) em modelos de camundongo. Uma das hipóteses levantadas para explicar esse resultado é de que anticorpos IgG3 interagem com receptores de superfície celular diferentes daqueles responsáveis pela resposta aos outros isotipos. Em estudo recente com membros dos dois grupos de pesquisa, se propôs que este receptor seja a integrina beta 1 (Itgb1). O presente projeto tem como objetivo então entender os mecanismos moleculares por meio dos quais anticorpos contra a cápsula de Cryptococcus neoformans de isotipo IgG3 interagem com Itgb1 e se essa interação resulta nos diferentes padrões de proteção conferidos por IgG3 em comparação com os outros isotipos de IgG. Para alcançar esse objetivo, serão construídos vetores de expressão para produção de anticorpos recombinantes em células de mamífero. Esses vetores codificarão anticorpos híbridos, como por exemplo um anticorpo IgG3 com as sequências dos domínios CH1, hinge, CH2 e CH3 trocadas pela sequência correspondente de IgG1, que permite descobrir a localização do sítio de interação com Itgb1. Os anticorpos produzidos serão então validados por imunofluorescência com células de C. neoformans e utilizados em testes de fagocitose na presença de bloqueio de receptores de superfície. O racional deste experimento é que regiões importantes para a função de IgG3 podem ser descobertas quando essas funções são abolidas naqueles anticorpos em que estas determinadas regiões foram substituídas pela sua contraparte de IgG1. Com este projeto, continuaremos e expandiremos uma colaboração científica internacional que tem sido bastante produtiva ao longo da última década. Esperamos também contribuir para: 1) a melhora da sobrevida de pacientes acometidos pela criptococose; 2) o treinamento de pesquisadores em tecnologias muito importantes na geração de biofármacos e 3) o desenvolvimento econômico do Distrito Federal.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Andre Morgado Esteves

Ciências Biológicas

Ecologia
  • diversidade de nematoides no bioma caatinga: um estudo de caso no parque nacional do vale do catimbau, pernambuco, brasil
  • Os nematoides são animais invertebrados pertencentes ao filo Nematoda, um dos grupos mais mais abundante e diversificados do planeta. A plasticidade genômica tem garantido a esses organismos a diversificação de formas, hábitos alimentares e a capacidade de se adaptar a variadas condições ambientais de todas as latitudes do planeta onde haja carbono orgânico. A diversidade de hábitos alimentares leva os nematoides a desempenhar papéis importantes na natureza, como por exemplo, na ciclagem de nutrientes, na regulação microbiana (bacteriófagos, fungívoros, onívoros e predadores) e no parasitismo de plantas e animais incluindo o homem. Nematoides fitoparasitas causam grandes impactos na agricultura mundial e de maneira similar os parasitas de animais são motivos de preocupação da saúde humana e animal. Por outro lado, nematoides como os entomopatogênicos com suas bactérias simbiontes podem ser usados no controle biológico de importantes pragas na agricultura. Os nematoides são organismos abundantes e diversificados em ambientes terrestres e aquáticos e vivem em comunidades compostas por multiespécies distribuídas nos vários grupos tróficos. Essas por sua vez, apresentam diferentes níveis de sensibilidade aos estressores ambientais que afetam o ambiente físico e as fontes de alimentos. Portanto, esses organismos podem ser usados como bioindicadores eficientes na mensuração de distúrbios como aqueles causados por poluentes químicos em solos e em ambientes aquáticos. Na atualidade o nematoide bacteriófago Caenorhabditis elegans é um dos modelos biológicos mais utilizados para responder questões científicas sobre o desenvolvimento e a funcionalidade genômica de outros organismos. O superlativo da abundância, diversidade e importância dos nematoides, contrasta-se com a escassez de especialistas na taxonomia do grupo. Das 200 mil a milhões de espécies de nematoides estimadas, menos de 30 mil foram descritas. Como consequência do uso de caracteres puramente morfológicos e da má interpretação desses caracteres, os sistemas de classificação dos nematoides têm sido efêmeros e não refletem com fidelidade as relações filogenéticas entre os táxons. A integração de caracteres morfológicos com dados moleculares, principalmente sequências dos genes 18S, 28S, ITS1 e ITS2 do DNA ribossômico (rDNA), de nematoides de diferentes grupos tróficos, têm provocado profundas mudanças na interpretação da filogenia dos nematoides. Porém, para a confirmação ou rejeição das atuais hipóteses de filogenia dos nematoides se faz necessária a validação de caracteres morfológicos, morfométricos, moleculares e a busca de novos táxons direcionados para biomas pouco explorados em termos de coletas de amostras nematológicas, como em áreas de vegetação nativa da Caatinga. A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro. Além disso, trata-se do principal bioma da região Nordeste do Brasil. No estado de Pernambuco, encontra-se o Parque Nacional do Vale do Catimbau, situado entre os municípios de Buíque, Ibimirim e Tupanatinga. Seu destaque está em sua relevância ecológica, beleza cênica e ainda, some-se a isto a riqueza da biodiversidade. As características físico-climáticas presentes no Vale do Catimbau favorecem a existência de um mosaico de paisagens com riqueza de biodiversidade, sob domínio da Caatinga. Sua vegetação esparsa é, sem dúvida, bastante heterogênea, com diversidade de espécies e de estrutura, em função das variações de relevo e do topoclima. Por essa razão, além de espécies típicas da Caatinga, estão presentes também espécies de cerrado, campos rupestres, e mata Atlântica. Contudo, os ecossistemas do bioma encontram-se bastante alterados, com a substituição de espécies vegetais nativas por cultivos e pastagens. Dada esta importância do bioma, os estudos sobre a sua biodiversidade ainda são limitados, principalmente quando se tratam da microfauna, destacando os nematoides. Com a intervenção humana em ecossistemas, por meio da agricultura, muitas espécies de nematoides são introduzidas em novas áreas, podendo substituir populações nativas. Por outro lado, nematoides que se encontram associados à vegetação nativa podem se adaptar a solos cultivados, podendo ocorrer em populações mais elevadas nesses solos do que nos respectivo solos sob vegetação nativa. Os estudos sobre a diversidade de fitonematoides, tanto em áreas agrícolas como naquelas cobertas pela vegetação primária, têm despertado crescente interesse, tanto pelo progressivo aumento das perdas econômicas causadas pelos fitoparasitas à atividade agrícola, como pela capacidade do uso dos diferentes grupos tróficos como bioindicadores de perturbação ecológica. A insuficiência de estudos sobre a biodiversidade do bioma Caatinga impede que se mensure com segurança o seu potencial socioeconômico. Assim, os objetivos deste estudo são: (1) Conhecer a diversidade de nematoides em locais de vegetação nativa, áreas de regeneração e de áreas agrícolas da Caatinga no Vale do Catimbau; (2) Avaliar o efeito do uso agrícola do solo sobre a comunidade de nematoides em ambientes da Caatinga no Vale do Catimbau; (3) Proceder estudo taxonômico de nematoides pertencentes à subordem Tylenchina encontrados da Caatinga no Vale do Catimbau. A pesquisa será conduzida no Departamento de Zoologia da Universidade Federal de Pernambuco Além disso, contará com o apoio de pesquisadores do Departamento de Fitopatologia da Universidade de Brasília.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Nagalli

Engenharias

Engenharia Civil
  • resíduos asfálticos como fontes potenciais de contaminação ambiental
  • As atividades de manutenção e reciclagem de pavimentos asfálticos costumam demandar disposição temporária ou definitiva em solo de seus resíduos. Conhece-se muito pouco sobre os efeitos ambientais decorrentes destas disposições em solo, o que vem acarretando preocupação pelos órgãos ambientais. O projeto visa à investigação do potencial de contaminação ambiental que pode decorrer de aterros de resíduos asfálticos, pela avaliação físico-química e ecotoxicológica de lixiviados. Pretende-se simular em laboratório, por meio da construção de colunas recheadas com resíduos e ensaios de agitação, tal situação e investigar a variação dos parâmetros físico-químicos de lixiviados de resíduos asfálticos, além de investigar sua ecotoxicidade. Ao final, pretende-se concluir se esta forma de armazenamento sobre solo é ou não adequada considerando seu potencial de contaminação de solos e águas subterrâneas.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

André Parmo Folloni

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • tributação e desigualdade na experiência brasileira
  • A exacerbada desigualdade social e econômica é um dos problemas mais graves enfrentados pela humanidade no mundo contemporâneo. Esse problema tem, no Brasil, um aspecto jurídico: a Constituição determina, como objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, a garantia do desenvolvimento nacional, a erradicação da pobreza e a redução das desigualdades sociais. Nesse campo, o direito tributário é um agente no sistema econômico, e, em tese, de sua interação com outros fatores pode emergir, como efeito, tanto a acentuação da desigualdade quanto a sua redução. O instrumental tributário é juridicamente compatível tanto com a redução das desigualdades sociais, enquanto objetivo fundamental da República, quanto com a liberdade econômica, enquanto fundamento e princípio da ordem econômica. A compatibilidade existe, de um lado, porque liberdade econômica só é possível em uma organização política que exclua do Estado a atividade econômica, o que impõe a necessidade de tributação para financiar os custos públicos – tributação como o preço da liberdade e incompatibilidade do liberalismo com a supressão da tributação. De outro lado, o dever estatal de redução de desigualdades sociais, mediante prestação direta de serviços públicos essenciais e fomento e direcionamento das atividades econômicas privadas, depende também de tributação, tanto em sua função fiscal (financiamento dos recursos públicos) quanto extrafiscal (direcionamento dos recursos privados). Diante desse problema, propõe-se o projeto de pesquisa, cujo problema é a relação entre tributação e desigualdade e cujo objetivo geral é verificar em que medida a tributação e o direito tributário, no Brasil, são agentes que provocam ou atenuam desigualdades sociais. Entre os objetivos específicos estão: compreender as várias formas de desigualdade pertinentes ao Direito Tributário e, delas, destacar a desigualdade socioeconômica entre os contribuintes; entender as bases econômicas da tributação no Brasil; examinar em que medida a tributação pode fomentar a desigualdade; avaliar o impacto da tributação brasileira sobre contribuintes com níveis econômicos diferentes; e avaliar as possibilidades de sugestão de alterações no direito brasileiro que revertam a eventual tendência de aprofundamento da desigualdade.
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020