Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Walnice Maria Oliveira do Nascimento

Ciências Agrárias

Agronomia
  • tecnologias para otimização da propagação de espécies frutíferas nativas da amazônia: bacurizeiro, castanheira-do-brasil e taperebazeiro
  • A Amazônia possui notável diversidade de espécies frutíferas, entretanto, até então, reduzido número dessas espécies assumiu posição de destaque na fruticultura nacional e mesmo na fruticultura regional, destacando-se, atualmente, somente o açaizeiro (Euterpe edulis), o cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum), o maracujazeiro (Passiflora edulis) e o abacaxizeiro (Ananas comosus). Apesar do bacuri (Platonia insignis Mart.) e do taperebá (Spondias mombin L.) serem frutas com mercados consolidados na região Amazônica e no nordeste brasileiro, são pouco cultivadas. Mesmo a castanha-do-brasil que desde o século 19 tem mercado consolidado no exterior, tem produção, que não ultrapassa a 5%, oriunda de castanhais plantados. O cultivo em escala comercial dessas espécies tem como um dos fatores limitantes, o tempo requerido para que entrem em fase de produção, pois apresentam longa fase jovem, especialmente quando propagadas por sementes. Além disso, todas essas três espécies apresentam sementes com complexos mecanismos de dormência, o que dificulta sobremaneira o processo de produção de mudas. O aperfeiçoamento dos métodos de propagação dessas espécies constitui-se em etapa fundamental para que possam ser cultivadas de forma intensiva. O projeto tem como objetivo estabelecer técnicas eficientes de propagação que possibilitem a multiplicação de genótipos superiores de bacurizeiro, castanheira-do-brasil e taperebazeiro. Para tanto, a proposta está composta por seis atividades, que serão executadas pela Embrapa Amazônia Oriental, em Belém, PA e pela Embrapa Agroindústria Tropical, em Fortaleza-CE e têm como metas: a) Desenvolver, no prazo de dois anos, pelo menos um método que uniformize a germinação de sementes de castanha, possibilitando a obtenção de, no mínimo, 70% de germinação aos 120 dias após a semeadura; b) Identificar, no prazo de três anos, pelo menos um produto alternativo que proteja sementes de castanha-do-brasil contra a infecção por fungos, durante a germinação; c) Desenvolver, no prazo de dois anos, metodologia para a propagação da castanheira-do-brasil pelo método de garfagem no topo em fenda cheia em porta-enxertos com idade de um ano, garantindo porcentagens de enxertos pegos superior 75% e de mudas aptas para o plantio acima de 70%; d) Gerar, no prazo de dois anos, tecnologias que propiciem a propagação do taperebazeiro por estacas de ramos, garantindo porcentagem de enraizamento de, no mínimo, 70%; e) Estabelecer no prazo de três anos, técnicas de enxertia que viabilizem a formação de mudas interenxertadas de taparabazeiro sobre porta-enxertos interespecíficos: f) Desenvolver, no prazo de dois anos, tecnologias que propiciem a propagação do bacurizeiro pelo método de borbulhia em placa em mudas enviveiradas e em plantas já estabelecidas no campo.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Walter Alves Neves

Ciências Humanas

Arqueologia
  • morte e vida na lapa do santo: uma biografia arqueológica do povo de luzia
  • Ao término do Pleistoceno a fase exploratória do povoamento da América chegava a um fim e as inúmeras paisagens do continente já se encontravam habitadas por grupos humanos culturalmente diversos e a elas bem adaptados. De forma geral, esses grupos são caracterizados como caçadores-coletores, mas um conhecimento mais detalhado sobre seu modo de vida ainda está em construção. Contribuir para esse processo, através da escavação e do estudo do registro arqueológico do sítio Lapa do Santo, é o principal objetivo da presente projeto de pesquisa. A Lapa do Santo é um abrigo rochoso localizado na região de Lagoa Santa, em Minas Gerais, que começou a ser ocupado entre 12,7 e 11,7 mil anos atrás. O sítio apresenta um denso pacote arqueológico datado do Holoceno inicial que incluí dezenas de sepultamentos humanos. O estudo do material exumado será realizado com base nas mais modernas técnicas das ciências arqueológicas e estará estruturado em torno de cinco eixos temáticos: práticas mortuárias, ancestralidade, dieta, mobilidade/territorialidade e processos de formação. Dentre as questões que serão investigadas destaca-se: i) caracterizar as práticas mortuárias a partir dos sepultamentos mais antigos do sítio (10,7-9,6 mil anos atrás); ii) determinar, a partir do estudo do ADN antigo, se os grupos do Holoceno inicial eram ancestrais diretos dos atuais grupos indígenas; iii) re-avaliar as afinidades morfológicas dos crânios de Lagoa Santa utilizando-se morfometria geométrica de alta resolução; iv) gerar modelo cronológico com base em estatística bayesiana para a ocupação do sítio; iv) datação radiocarbônica de amostras de osso com parâmetros adequados de qualidade de colágeno; v) determinar os componentes vegetais da dieta através do estudo de microvestígios botânicos em cálculo dentário e do estudo de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio em colágeno; vi) estudar os processos de formação do sítio através de micromorfologia, µFTIR e petrologia orgânica; vii) determinar a proveniência dos sedimentos através da caracterização geoquímica, granulométrica, mineralógica e de assembléia de minerais pesados; viii) usar isótopos de estrôncio para determinar padrão de mobilidade e ix) virtualizar o acervo através de tomografias computadorizadas. Para além de seu caráter estritamente científico, a presente proposta incluí um trabalho de divulgação e educação patrimonial junto às comunidades locais na região de Lagoa Santa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Walter Araujo Zin

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • respostas pulmonares e extrapulmonares à poluição ambiental por agentes químicos e biológicos
  • A poluição do ar constitui significativo risco à saúde pública em diferentes partes do mundo. Décadas de estudo estabeleceram forte associação entre poluição do ar e efeitos adversos à saúde humana, com aumento de morbi-mortalidade de doenças cardiopulmonares. Múltiplas fontes de poluição do ar foram e estão sendo identificadas. Fontes estacionárias incluem indústrias e fontes ambientais como incêndios florestais. Fontes móveis de poluição incluem veículos como carros, barcos e aviões. Além dessas fontes, os aerossóis das cercanias de lagos e praias contaminadas por cianotoxinas levam risco à saúde humana. Assim, este projeto estudará: (a) os efeitos pulmonares e extrapulmonares diretos e indiretos de agentes poluentes químicos e biológicos; (b) o perfil temporal e dose-dependência da lesão orgânica induzida pelos poluentes; (c) a composição dos diferentes poluentes utilizados; (d) os efeitos da inalação dos poluentes na resposta inflamatória pulmonar aguda e crônica, por meio da avaliação da mecânica respiratória, reatividade brônquica, análise do lavado bronco alveolar com quantificação de leucócitos, e concentração de mediadores pró e anti-inflamatórios, bem como alterações morfológicas do pulmão com avaliação da deposição de fibras de colágeno e/ou elásticas; e, (e) os efeitos do emprego de medicamentos já em uso corriqueiro, óleos essências da flora brasileira e compostos em desenvolvimento na prevenção ou redução das consequências indesejáveis da poluição no mamífero. Como agentes poluentes serão utilizados materiais particulados oriundos da crosta terrestre (silicatos, óxidos de metais, metais), da queima da biomassa (cana-de-açúcar, madeiras, por exemplo), da combustão de motores a explosão (e.g., diesel). Além dos particulados utilizar-se-ão cianobactérias ou suas toxinas para produzir a agressão ao organismo, além de moléculas produzidas por micro-organismos (e.g., lipopolissacarídeo). Por fim, também poderão ser empregados agentes dispersos no meio ambiente pelo homem, como os agrotóxicos. Haverá tanto exposições agudas quanto crônicas e análises quer imediatas, quer a posteriori. Dessa forma poderão ser caracterizadas as histórias naturais de uma exposição única em função do tempo pós-exposição, bem como avaliar ao longo do tempo os efeitos de doses consecutivas. Curvas dose-resposta poderão também ser estudadas. Abrir-se-á, por conseguinte, um leque de possibilidades de exposições/análises que muito se assemelharão a episódios da vida corrente do ser humano. Objetivamente, tenciona-se chegar ao fim deste projeto com dissertações e trabalhos publicados/aceitos para publicação/fase final de redação nas seguintes áreas: (1) tratamento das lesões provocadas pela microcistina e cilindrospermopsina com LASSBio596 (composto em desenvolvimento), corticosteroides e óleos essenciais, tanto em exposições agudas quanto crônicas; (2) estudo longitudinal dos efeitos da exposição por gavagem a dose diárias (1-7 dias) de cianotoxinas, e realizados experimentos no 8o dia após a agressão, a fim de determinar a história natural da contaminação; tratamento com dexametasona e LASSBio596; (3) a mesma abordagem do item 2, até cinco dias após exposição à fuligem da queima de carvão; (4) caracterização da lesão pulmonar produzida por nanopartículas de pirita (FeS2); (5) comparação da lesão aguda induzida pela queima de madeira de pinheiro e faia; (6) caracterização da lesão pulmonar produzida pelo 2 2'-azobis 2-amidinopropane dihydrochloride (AAPH); (7) resultados das diferentes doses e tempo de exposição a material particulado obtido do ar da Avenida Brasil, Rio de Janeiro; (8) caracterização do papel dos esfingolipídeos e ceramidas na lesão pulmonar aguda induzida por LPS; (9) resultado do tratamento com diferentes doses de anti-inflamatórios após lesão pulmonar induzida por LPS; (10) caracterização da lesão pulmonar induzida pela exposição a nanoparticulas de fulereno. Ademais, objetivamos: (I) divulgar os achados junto às escolas do ensino médio e por meio de entrevistas na imprensa leiga. Além disso, devem ser apresentados ao ambiente científico em eventos no país e no exterior e através de publicações em periódicos de ampla circulação, e (II) atuar na Formação de Recursos Humanos, com treinamento de alunos de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado, além de Pós-doutores e técnicos de laboratório. Ao fim do projeto, três teses de doutorado e uma dissertação de mestrado devem estar concluídas. Quatro alunos de Iniciação Científica terão seus treinamentos também dentro do escopo do projeto. Espera-se que dois alunos de Iniciação Científica ascendam ao Mestrado. Três técnicos de laboratório deverão ter passado por treinamento para aumentar seus conhecimentos e habilidades. Os dados deverão ser ter sido apresentados a três congressos científicos nacionais e três internacionais. Complementarmente, outros estudos estarão em andamento, ou iniciados, cujos resultados surgirão após o término do projeto.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-31/10/2020
Foto de perfil

Walter Collischonn

Engenharias

Engenharia Civil
  • south america flood awareness system - safas
  • O projeto apresenta uma proposta de desenvolvimento de um protótipo de sistema de previsão de cheias por conjunto. O sistema terá abrangência espacial continental, isto é, toda a América do Sul será representada. As previsões de cheias serão obtidas a partir de previsões quantitativas de precipitação de modelos meteorológicos operacionais já existentes e disponíveis. O protótipo será testado ao longo do período do projeto bem como para períodos anteriores, em eventos importantes de cheias, e poderá ser incorporado, futuramente, à rotina operacional de centros nacionais como o CEMADEN e a Agencia Nacional de Águas. O projeto será realizado pelo grupo de pesquisas em Hidrologia de Grande Escala (www.ufrgs.br/hge) da UFRGS, que já desenvolve pesquisas na área de hidrologia e previsão de cheias há mais de 10 anos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Walter dos Santos Soares Filho

Ciências Agrárias

Agronomia
  • desenvolvimento de variedades de citros, copas e porta-enxertos, adaptadas a condições de cultivo tropicais e subtropicais
  • A sustentabilidade da citricultura brasileira depende do desenvolvimento de variedades, copas e porta-enxertos, adaptadas a condições de cultivo que compreendem ambientes tropicais e subtropicais. Este projeto de pesquisa pretende introduzir, gerar e selecionar variedades copa híbridas, triploides, produtoras de frutos tipo tangerina para consumo in natura, caracterizados pela ausência de sementes, casca de fácil remoção, alto teor de sólidos solúveis, acidez equilibrada e coloração da polpa e da casca com tons alaranjados intensos. Pretende, também, criar porta-enxertos que atendam às demandas de uma citricultura moderna, orientada à melhor utilização da terra, à diminuição do emprego de mão de obra, à otimização do uso da água, ao aumento da eficiência produtiva e da qualidade dos frutos produzidos. Nesse sentido, espera-se que tais porta-enxertos determinem às variedades copa neles enxertadas: 1. Redução do porte, facilitando a colheita e os tratos culturais, também possibilitando o emprego de altas densidades de plantio, potencializando o uso da terra; 2. Início precoce de produção de frutos; 3. Elevada eficiência produtiva; 4. Produção de frutos de alta qualidade; 5. Adaptação ao convívio com estresses bióticos, com ênfase no huanglongbing (HLB ex-greening), na gomose-de-Phytophthora e na tristeza-dos-citros; 6. Adaptação ao convívio com estresses abióticos, com destaque para a tolerância à seca e à salinidade. Para tanto, serão empregadas técnicas clássicas de melhoramento genético, baseadas na hibridação, bem como procedimentos biotecnológicos. Além do melhoramento genético clássico, diversas áreas de conhecimento serão envolvidas, como cultura de tecidos, biologia molecular, fisiologia vegetal, entomologia, fitossanidade, fitotecnia, entre outras.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2021
Foto de perfil

Walter Franklin Marques Correia

Ciências Sociais Aplicadas

Desenho Industrial
  • concepção e avaliação de artefatos com foco na segurança e usabilidade: da origem a norma
  • A crescente mudança de tecnologias, a demanda cada vez maior de produtos diferenciados para atender um consumidor cada dia mais exigente e uma aparente falta de interesse em resolver problemas que não sejam apenas de ordem trabalhistas. É neste cenário onde esta pesquisa finca seus alicerces. Isto se refere a acidentes causados a milhares de usuários de produtos de consumo devido, acima de tudo, a pouca atenção aos fatores de segurança e usabilidade durante o desenvolvimento destes. Desta forma o projeto tem como objetivo geral: a proposição de uma estrutura metodológica adequada voltada para sistemas de avaliação de artefatos de consumo, no âmbito da segurança e usabilidade desde sua concepção à sua utilização final.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Walter Jose Botta Filho

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • análise combinatória e termodinâmica computacional no desenvolvimento de ligas de alta entropia para armazenagem de hidrogênio
  • O aquecimento global e as mudanças climáticas devido à atividade humana têm resultado em recomendações de proteção ambiental e controle da poluição em praticamente todos os países desenvolvidos e em desenvolvimento. O hidrogênio é consensualmente reconhecido como um meio ideal de transporte, conversão e armazenagem de energia dentro do conceito de energia limpa. Um meio seguro de armazenagem de hidrogênio é no estado sólido, através de elementos metálicos formadores de hidretos, que devido a sua alta densidade volumétrica de armazenagem, estabilidade, segurança e facilidade de manuseio se tornam muito atrativos. Dentre os diversos sistemas metálicos que podem armazenar hidrogênio as ligas de alta entropia (LAE), definidas como ligas que possuem pelo menos cinco elementos majoritários e podendo formar soluções sólidas multicomponentes, podem, a princípio absorver uma quantidade de hidrogênio consideravelmente superior aos hidretos de metais convencionais (por ex., até 2,5 átomos de hidrogênio por átomo de metal). Este projeto tem como objetivo desenvolver composições de LAE com propriedades de armazenagem de hidrogênio ou propriedades eletroquímicas otimizadas. Para tanto serão utilizados métodos de análise combinatória e termodinâmica computacional para a escolha e produção de ligas de alta entropia com diferentes características (estrutura da solução sólida, sistemas monofásicos ou polifásicos, presença de fases intermetálicas, etc.) a serem testadas para armazenagem gasosa e eletroquímica de hidrogênio. A metodologia inclui métodos teóricos/computacionais (ThermoCalc, por exemplo) e métodos experimentais de produção de amostras que otimizem o mapeamento de composições em cada sistema de interesse. As técnicas difração de raios-X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e de transmissão (MET) serão utilizadas para caracterização estrutural e microestrutural e métodos volumétricos e eletroquímicos, combinados com diversas técnicas de análises térmicas serão realizados para avaliar as propriedades de armazenagem de hidrogênio das ligas estudadas.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Walter José Gomes

Ciências da Saúde

Medicina
  • avaliação dos resultados clínicos da substituição valvar aórtica comparando o implante de prótese sem sutura com a cirurgia com prótese convencional. estudo randomizado controlado
  • Objetivo: Avaliar e comparar os efeitos da cirurgia de substituição valvar aórtica entre o implante de prótese sem sutura versus o implante de prótese valvar convencional nos resultados clínicos e nos marcadores pró- e anti-inflamatórios. Desenho do Estudo: Estudo prospectivo, controlado, randomizado e multicêntrico. Método: Serão estudados prospectivamente pacientes portadores de estenose aórtica sintomática com doença coronária associada e randomizados em 2 grupos: Grupo convencional (n=24) – implante de prótese valvar convencional; Grupo sem sutura (n=24) – implante de prótese sem sutura. Os resultados clínicos serão avaliados pela incidência de eventos adversos graves: morte, deterioração estrutural, trombose, embolia, sangramento, endocardite, plaquetopenia, hemólise clinicamente significativa e disfunção não estrutural (incluindo vazamento periprotético e intraprotético), baixo débito cardíaco, sangramento, tempo de intubação orotraqueal, função renal, tempo de permanência na UTI e hospitalar no PO. Serão coletadas amostras sanguíneas periféricas no pré-operatório, ao final cirurgia (após fechamento da pele) e 12 horas de PO, procedendo-se à dosagem sérica de interleucinas (IL) 1, IL6, IL 8, IL10 e TNFα. A função pulmonar será realizada em todos os pacientes, com os valores da capacidade vital forçada e volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) avaliados beira-leito nos pré e pós-operatórios (1º 3° e 5° dias). A capacidade funcional será avaliada utilizando o teste de caminhada de 6 minutos no pré e pós-operatório. Todos os pacientes serão acompanhados até 6 meses com exame clínico, avaliação da classe funcional NYHA, ecocardiografia transtorácica e exames bioquímicos. Os eventos adversos serão divididos em complicações precoces (até 30 dias de pós-operatório) e tardias (após 30 dias). Todos os avaliadores serão cegos à randomização dos indivíduos.
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Walter Lilenbaum

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • padronização da infecção experimental por leptospiras e avaliação de vacinas recombinantes e comerciais em ruminantes
  • A leptospirose é uma doença infectocontagiosa determinada por bactérias do gênero Leptospira sp. Em ruminantes, determina principalmente falhas reprodutivas, causando importantes prejuízos econômicos. O controle da leptospirose é complexo, sendo baseado principalmente em vacinação, antibioticoterapia e medidas de manejo/ambientais. O presente estudo objetiva avaliar o uso de vacinas recombinantes e comerciais para o controle da leptospirose, em ruminantes experimentalmente infectados com diferentes estirpes de leptospiras. O projeto é dividido em dois experimentos: (I) um primeiro destinado à elaboração dos modelos agudo e crônico da infecção por leptospiras em ovinos experimentalmente infectados; e (II) outro para a avaliação da eficiência de vacinas recombinantes e comerciais para o controle da leptospirose nestes ovinos experimentalmente infectados. No primeiro experimento, trinta ovelhas adultas da raça Santa Inês serão distribuídas de forma equitativa e aleatória em cinco grupos. Duas estirpes de Leptospira em diferentes concentrações serão utilizadas para mimetizar os modelos agudo e crônico da infecção nos ovinos (grupos experimentais); além disso, um grupo funcionará como controle. PCR de urina e sorologia serão realizados a cada dois dias, assim como exames bioquímicos e hematológicos de todos os animais. Após a elaboração dos modelos experimentais, estudos com vacinas recombinantes e comerciais serão iniciados (experimento II). Para tal, serão realizados testes de eficácia às vacinas por meio do emprego de proteínas recombinantes (LigANI, LigBrep e LemA) como imunógenos. Ocorrerão dois experimentos em momentos distintos, sendo um avaliando a eficácia de vacinas comerciais, e outro de antígenos recombinantes. Em ambos os experimentos, 18 animais serão divididos em três grupos (A, B e C). Os grupos A e B serão vacinados; e o grupo C funcionará como controle. Também nos dois experimentos, trinta dias após a vacinação, os animais serão submetidos ao desafio com estirpes de leptospiras virulentas. PCR de urina e sorologia serão realizados a cada dois dias, além de exames bioquímicos e hematológicos de todos os animais. É importante destacar que todos os experimentos serão conduzidos na Unidade de Pesquisa Experimental em Caprinos e Ovinos, especialmente desenhada para este fim, em um ovil suspenso, ripado e telado.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 01/06/2017-30/11/2020
Foto de perfil

Walter Luiz Carneiro de Mattos Pereira

Ciências Humanas

História
  • fazendeiros negreiros: traficantes e tráfico ilegal de africanos no rio de janeiro (18301 - 1850)
  • Nos limites atlânticos da província fluminense, a ilegalidade no tráfico de africanos aponta para a participação de figuras de declarada fortuna, proprietários de terras, trapiches, barracões e embarcações localizadas ao longo da costa, destinadas a desembarcar e receber africanos do comércio ilegal transatlântico. Destacam-se negociantes negreiros como os irmãos comendadores José e Joaquim de Souza Breves, no litoral sul fluminense; José Gonçalves da Silva, em Cabo Frio; os comendadores Joaquim Thomaz de Faria e André Gonçalves da Graça, no litoral norte fluminense, além de José Bernardino de Sá, atuante na Corte, na província e nos seus limites. Capturados pela ação repressiva decorrente da lei de 1850, combinada com a Lei de 1831, a historiografia pouco se dedicou sobre os negócios do tráfico dirigidos por esses homens, que se desvenda especialmente, a partir de registros policiais e processos judiciais que possibilitam revelar os caminhos da ilegalidade e de seus tratantes. Portanto, busca-se construir uma historia social do tráfico ilegal no Brasil Império, a partir da vinculação desses negociantes de escravos, agentes da reestruturação e da recomposição das redes do tráfico com a logística de desembarques clandestinos na costa atlântica fluminense.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Walter Moreira

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • os conceitos de categoria e classe e sua função na definição de macroestruturas de sistemas de organização do conhecimento
  • A definição da macroestrutura de sistemas de organização do conhecimento é uma das tarefas mais complexas e mais importantes nos processos de organização e representação do conhecimento. Apesar disso, as relações entre os conceitos de categorização e de classificação ainda não são suficientemente claras. Considerando-se o nível ontológico dos sistemas de organização do conhecimento, tem-se como objetivo geral identificar os conceitos de "categoria" e de "classe" para que se possa compreender suas funções na definição de macroestruturas de sistemas de organização do conhecimento. Este objetivo é complementado com os seguintes objetivos específicos: a) analisar o emprego dos termos "categoria", "categorização", "classe" e "classificação"; b) identificar e descrever a função da categorização na organização de conceitos (classificação) em KOS. A pesquisa será realizada com recursos técnicos de pesquisa terminológico-conceitual e de análise de conteúdo.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Walter Raucci Neto

Ciências da Saúde

Odontologia
  • influência dos aditivos quitosana, zircônia e hidroxiapatita na bioatividade e resistência de união do cimento de aluminato de cálcio à cavidade retrógrada
  • O presente estudo terá por objetivo avaliar a influência dos aditivos quitosana, zircônia e hidroxiapatita na bioatividade e resistência de união do cimento de aluminato de cálcio (CAC) à cavidade retrógrada. 400 incisivos inferiores bovinos, serão selecionados e instrumentados até a lima F5 do sistema ProTaper Universal e adaptados a um dispositivo para realização da apicectomia e retropreparo (1,5 mm de diâmetro e 2 mm de profundidade). Os dentes serão divididos em cinco grupos, de acordo com os cimentos utilizados para retrobturação: MTA, CAC, CAC+quitosana (CACq), CAC+zircônia (CACz), CAC+hidroxiapatita (CACh); e dois subgrupos, de acordo com o contato com a solução tampão fosfato (STF): com STF e sem STF. As raízes retrobturadas serão mantidas em estufa (37oC) por 3 horas. Quarenta raízes retrobturadas com cada cimento serão adaptadas à um microtubo contendo gaze umedecida em água destilada (trocada a cada três dias) e mantidas em estufa (37oC) por 14 dias (grupo A). Quarenta raízes retrobturadas com cada cimento serão adaptadas à um microtubo contendo STF (trocada a cada três dias) e mantidas em estufa (37oC) por 14 dias (grupo B). As raízes serão seccionadas perpendicularmente ao longo eixo para a obtenção de disco de 2 mm da porção apical. Para a avaliação da bioatividade, 10 discos do grupo A e 10 discos do grupo B de cada cimento serão avaliados quanto ao precipitado formado sobre os cimentos por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de energia dispersiva de raios X (EDS-X), e espectrometria no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) e as soluções avaliadas quanto ao pH e liberação de Ca+2 por espectrometria de absorção atômica com chama (FAAS). 10 discos do grupo A e 10 discos do grupo B de cada cimento serão submetidos ao teste de push-out em máquina de ensaio universal. A análise do tipo de falha será realizada com auxílio de lupa estereoscópica. Os dados obtidos no teste de push-out serão analisados quantitativamente de acordo com o teste estatístico mais adequado. Os dados de bioatividade serão analisados qualitativamente. Os resultados deste estudo contribuirão para identificar a relação das alterações físico-químicas das novas formulações do cimento de aluminato de cálcio com a resistência de união do cimento endodôntico à dentina radicular em cavidade retrógrada, simulando as condições fisiológicas.
  • Universidade de Ribeirão Preto - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Walter Santos de Araújo

Ciências Biológicas

Ecologia
  • efeitos antrópicos sobre a estrutura de redes inseto-planta em áreas de cerrado do norte de minas gerais
  • Diferentes fatores antrópicos podem influenciar na estrutura das redes de interações ecológicas formadas por plantas e insetos associados. Apesar dos crescentes avanços nos estudos de redes inseto-planta, nenhum estudo prévio avaliou se a degradação antrópica sobre os remanescentes de Cerrado influenciam na estrutura das redes inseto-planta. Nesse sentido, o objetivo dessa proposta de pesquisa é avaliar se o nível de antropização dos habitats (habitats naturais vs. antropizados) influencia na estrutura de redes inseto-planta em áreas de Cerrado do Norte de Minas Gerais. Para isso serão amostradas interações entre plantas e insetos em 12 áreas distintas de Cerrado, sendo seis áreas conservadas e seis áreas antropizadas. Desse total, metade das áreas já foi amostrada (sendo três áreas preservadas e três áreas antropizadas), o que aumenta a viabilidade do projeto. A partir dos dados coletados, será possível construir 36 redes inseto-planta (uma herbívoro-planta, uma polinizador-planta e uma formiga-planta para cada área), e estas serão caracterizadas usando os seguintes índices de estrutura de redes: conectância, modularidade e aninhamento. Desse modo, será testado se a estrutura das redes varia em função da estrutura e do nível de antropização da vegetação. O estudo contribuirá para a difusão do conhecimento acerca de redes de interações ecológicas do Cerrado e do Norte de Minas através da apresentação de trabalhos em eventos científicos e da publicação de artigos, bem como contribuirá para a formação de recursos humanos de qualidade através de monografias e dissertações de mestrado.
  • Universidade Estadual de Montes Claros - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wandearley da Silva Dias

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • propriedades de transporte em sistemas nanométricos
  • O desenvolvimento tecnológico de dispositivos de estado sólido e opticoeletrônicos tem direcionado muitos esforços à redução de tamanhos, fazendo com que estes, muitas vezes, se encontrem em regimes de baixa dimensionalidade e que apresentem características peculiares, ausentes em escala macroscópica. Neste projeto proponho o estudo das propriedades de transporte em sistemas nanométricos de baixa dimensionalidade. Mais especificamente, estudarei a influência da desordem, interação entre partículas, campos elétricos e não-linearidade sobre estados estacionários e também sobre a dinâmica de partículas e/ou excitações coletivas. Além da ação individual, a presença simultânea de dois ou mais ingredientes é um dos focos da pesquisa, onde comportamentos competitivos são esperados. Através de técnicas analíticas e numéricas buscarei caracterizar os sistemas de interesse, bem como identificar a existência de novas fenomenologias. Tais técnicas tem sido utilizadas em estudos anteriores, que se mostraram eficazes na previsão de uma fenomenologia [PRB 76, 155124 (2007)] comprovada experimentalmente [Science 347, 1229 (2015); Nat Comms 4, 1555 (2013)]. Desta forma, além de contribuir com abrangência de conhecimento teórico, espero que tais estudos estimulem investigações experimentais. Tendo em mente a formação profissional de recursos humanos, destaco o grande envolvimento de alunos de iniciação científica e de pós-graduação nas temáticas supracitadas, tanto na investigação como na compilação adequada dos resultados, a fim de publicá-los em periódicos indexados internacionalmente.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wandemberg Paiva Ferreira

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • estudo de sistemas coloidais anisotrópicos
  • Auto-organização é um princípio fundamental que gera organização estrutural em diferentes escalas, variando de moléculas à galáxias. Este fenômeno é definido como um processo no qual partes ou componentes desordenados de um sistema pré-existente formam padrões estruturais. Exemplos de auto-organização são: padrões climáticos, sistemas solares e histogênese. Diversos sistemas biológicos se utilizam da auto-organização na moldagem de várias moléculas e estruturas. A imitação dessas estratégias e a criação de novas moléculas com a habilidade de se auto-organizarem é uma técnica bastante relevante em nanotecnologia. Em fluidos complexos (colóides, polímeros, miscelas, emulsões, vírus, etc.) as interações são fracas em comparação com aquelas observadas em moléculas, de modo que as ligações são facilmente quebradas e reformadas, quando em um solvente, permitindo assim que o sistema se re-organize em diferentes formas, resultando na formação de muitos agregados. Avanços em técnicas experimentais permitem um alto controle no design (geometria e material constituinte) de partículas coloidais, resultando na possibilidade de diferentes funcionalidades para essas partículas. Diferentemente de partículas colóidais isotrópicas, partículas anisotrópicas (forma geométrica e/ou interação) geram um conjunto drasticamente maior de estados agregados e dinâmica própria, regidos basicamente pela anisotropia específica. Neste sentido, o aprofundamento no entendimento das propriedades estruturais e dinâmicas de sistemas coloidais anisotrópicos é relevante e promissor para se alcançar o controle necessário da forma e da interação entre blocos constituintes para a formação de materiais funcionais, que é um dos objetivos em nanotecnologia. Nossa proposta objetiva o entendimento de processos de auto-organização e dinâmica coletiva de: i) partículas coloidais dipolares ou multipolares (interação anisotrópica), cuja forma geométrica é isotrópica; ii) partículas coloidais dipolares ou multipolares com geometria anisotrópica.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wander Gustavo Botero

Outra

Ciências Ambientais
  • metais potencialmente tóxicos no ambiente: contribuição de diferentes frações da matéria orgânica de solos na complexação dinâmica.
  • Desastres ambientais recentes envolvendo metais potencialmente tóxicos têm mostrado a necessidade urgente de estudos do comportamento dinâmico dessas espécies no ambiente. A presença e bio(disponibilidade) dos metais potencialmente tóxicos, especialmente chumbo (Pb) e cádmio (Cd) no ambiente é controlado por diversos fatores, dentre eles destacam-se a interação desses metais com ligantes orgânicos naturais, como a matéria orgânica e suas frações, formando complexos estáveis. Nesse sentido, poucos grupos vem trabalhando com a interação entre metais e as frações lixiviáveis e solução de solos. Essas frações, que são obtidas por métodos mais brandos de extração, apresentam um comportamento complexo, entretanto mais “realístico” com o que ocorre no ambiente. Assim, este projeto tem como objetivo principal estudar o comportamento dinâmico de metais potencialmente tóxicos (Cd e Pb) na complexação com as diferentes frações da matéria orgânica extraídos de amostras de turfas de diferentes regiões do Brasil e comparar os resultados com modelos teóricos desenvolvidos recentemente. Para determinação dos parâmetros dinâmicos de interação metal-ligante serão utilizados técnicas eletroquímicas de cronopotenciometria de redissolução anódica (stripping chronopotentiometry, SCP), cronopotenciometria de redissolução anódica com varredura de potencial de deposição (scanned stripping chronopotentiometry, SSCP) e ausência de gradiente e equilíbrio de Nernstian de redissolução anódica (Absence of gradients and Nernstian equilibrium stripping, AGNES).
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Wanderlã Luis Scopel

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • simulação computacional atomı́stica de superfı́cies sólidas: interação com grafeno, metais e outros ma- teriais bidimensionais
  • As investigações sobre grafeno tem se expandido como nenhum outro campo devido ao seu grande potencial para aplicaçãoes inovadores. O intenso desenvolvimento de atividades de pesquisa científica nessa nova área provocaram o surgimento de uma nova geração de materiais 2D atomicamente finas. Além disso, essa nova área de pesquisa em materiais 2D tem explorado a combinação destes materiais em heteroestruturas verticais e horizontais. Neste contexto, pretende-se realizar cálculos de primeiros princı́pios para investigar as propriedades estruturais, eletrônicas, estabilidade energéticas (cálculo da energia de adsorção e formação), possiveis transferência de cargas eletrônicas e seu mapeamento, construir imagens de STM e espectros de espectróscopia de absorção de raios-X (XAS) dos sis- temas estudados, como, grafeno e materiais 2D interagindo com superfı́cies sólidas, átomos e/ou moléculas. Além disso, pretende-se estudar as propriedades eletrônicas e de transporte quântico para sistemas hı́bridos no plano (grafeno/h-BN, grafeno-fosforeno e linhas de átomos de carbono tipo zig-zag no fosforeno) com e sem a presença de nanoporos.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wanderley de Souza

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • estudo ultraestrutural e funcional da biogenese, localização e secreção de róptrias em toxoplasma gondii
  • Toxoplasma gondii patógeno causador da toxoplasmose. Além disso, este parasito é o organismo modelo do filo Apicomplexa, sendo o mais manipulável geneticamente e observável por diferentes técnicas de microscopia.É, portanto,o melhor parasito para revelar os detalhes moleculares da biogênese de organelas especificas deste grupo. As róptrias são essenciais para os apicomplexas. Foi demonstrado que sua localização apical é essencial tanto para invasão como para estabelecimento da vida intracelular e envolve a proteína acetilada TgARO (Armadillo-Repeat Only) e também requer a participação de um motor de actina-miosina. Em paralelo a estrutura fina das róptrias revelou a presença de partículas intramembranosas, (IMPs) periodicamente arranjadas em fileiras paralelas principalmente na região do bulbo das roptrias. Esses podem ser sítios de interação com o citoesqueleto, tendo um papel na maturação e localização na região apical. Dados preliminares indicam que algumas moléculas que interagem com a TgARO_TgACß and TgAIP, são os primeiros marcadores conhecidos de um compartimento intermediário das róptrias, localizado entre o pescoço e o bulbo da róptria, que apárece como uma zona de eletro intermediária em microscopia eletrônica de transmissão. Alguns resultados sugerem que esta zona pode estar envolvida com a agregação das róptrias. A localização apical das róptrias é essencial para a secreção de seu conteúdo na extremidade apical do parasito. Reconstrução 3D do pólo apical de taquizoítas em invasão mostrou que apenas uma róptria por vez secreta seu conteúdo através do conóide e que no máximo 4 dutos podem se acomodar no espaço apical. Além disso, vesículas alinhadas ao longo de microtúbulos centrais podem ser visualizadas a partir da base do conoide até o topo do parasita, onde uma estrutura circular, semelhante a porossomo descrito para células de mamífero foi observada
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 31/01/2017-31/01/2021
Foto de perfil

Wanderli Pedro Tadei

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • potencial químico e biológico de bacillus spp., isolados de diferentes ecossistemas da amazônia brasileira: bioprospecção para produção de moléculas de bioativas
  • A Amazônia brasileira possui a maior bacia de água doce do mundo e também a maior floresta tropical, sendo considerado o maior reservatório de biodiversidade do planeta, incluindo organismos superiores e microrganismos. Apesar de vários estudos nestas últimas décadas a respeito da microbiota local, pouco se conhece sobre sua biodiversidade microbiana, funções ecológicas e sua própria extinção. O gênero Bacillus é representado por bactérias onipresentes em diferentes ambientes como solos, plantas, águas e vivendo como simbiontes em insetos. Este gênero, nestas últimas décadas tem chamado bastante atenção, devido ao uso em diversos processos biotecnológicos, farmacêuticos, industriais, como por exemplo, no controle biológico de diversas ordens de insetos (Diptera, Coleoptera e Lepidoptera) vetores de doenças e pragas agrícolas. Outra aplicabilidade está relacionada ao controle agrícola de bactérias, fungos e nematoides patogênicos às plantas e, também, na biorremediação de ambientes contaminados. Além disso, na produção de diversas classes de antibióticos ativos contra cepas patogênicas de importância médica. Estas bactérias secretam e excretam diversas moléculas como proteínas inseticidas, enzimas hidrolíticas, peptídeos não ribossomais e outros metabolitos secundários com funções específicas contra agentes vetores de patógenos. Dada à alta aplicabilidade deste grupo de bactérias, tornam-se necessários estudos sobre o conhecimento da diversidade, relações ecológicas e filogenéticas, ainda pouco conhecidas ou não estudadas. Considerando a diversidade microbiana da Amazônia, são escassos os estudos sobre a diversidade de Bacillus spp., isolados de ambientes tropicais, principalmente relacionado aos diferentes nichos ecológicos da Amazônia como mata de terra firme, várzea e igapó. Estudos e pesquisas sobre os perfis genômicos, proteômicos e metabólicos de linhagens de Bacillus spp., demonstraram que estas bactérias possuem um grande potencial para produzir uma variedade de metabolitos bioativos de interesse biotecnológico. Com o avanço das ciências aliadas às novas ferramentas moleculares é possível identificar de forma correta os microrganismos e conhecer seu potencial químico e genético. Estudos de genômica associados com o perfil dos metabolitos das bactérias trouxeram grandes impactos para estudos de taxonomia e identificação de moléculas inéditas. Portanto, conhecer a diversidade de bactérias, do gênero Bacillus, isoladas dos ecossistemas de mata de terra firme, várzea e igapó, analisando os seguintes conteúdos moleculares: genômico, proteômico e metabolômico são os principais objetivos deste projeto, de caráter inovador, assim como tentar detectar novas moléculas com potencial biológico para o controle de vetores de doenças tropicais e moléculas com atividades antimicrobianas.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Wanderson Romão

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • maldi image ms aplicado a química forense
  • Embora seja um tema que desperte bastante interesse perante a sociedade, a aplicação da química no campo da criminalística ainda constitui uma nova linha de pesquisa no Brasil. Dessa forma, este projeto tem como objetivo desenvolver novas metodologias analíticas que facilitem a resolução de problemas encontrados dentro do contexto da Química Forense utilizando a técnica de MALDI IMAGE MS acoplado a um espectrômetro de alta resolução (FT-ICR MS). O projeto será desenvolvido em colaboração científica entre o PPGQUI da UFES e a Polícia Técnica Científica do ES (extrato de acordo de cooperação nº 1007/2012) tendo com colaboração professores da UFES e IFES e alunos vinculados ao programa de pós-graduação da UFES, graduação do IFES e colaboradores (IQ/UFG). As principais áreas exploradas nesse projeto serão a análise de drogas de abuso (matrizes de folhas e sementes de maconha; selos de designer drugs, e cabelos); documentoscopia (notas de papel moeda, notas promissórias, cruzamento de traços, etc); papiloscopia (impressões digitais). Espera-se com esse projeto estabelecer protocolos analíticos usando a técnica de MALDI IMS no contexto forense.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022