Agraciados

MENÇÃO ESPECIAL DE AGRADECIMENTO 2016

 

Instituto Euvaldo Lodi - IEL

IEL

O Instituto Euvaldo Lodi - IEL é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1969, no Rio de Janeiro, com o objetivo de promover a interação entre instituição de ensino, segmento industrial e demais empresas públicas e privadas.

Inserido na CNI, o IEL/DF é composto por um núcleo central, que define as políticas e diretrizes gerais, com núcleos regionais filiados às federações das indústrias nos diversos estados brasileiros; integra o Sistema Fibra - Federação das Indústrias do Distrito Federal; e tem compromisso de articular ação entre a universidade e a indústria, buscando a união necessária para a realização de objetivos comuns.

O instituto concentra sua coordenação de projetos e programas nas seguintes áreas: Interação Instituição de Ensino e Empresa (Programa de Estágio), Consultoria e Tecnologia, e Gestão Documental. Tem por missão promover o aperfeiçoamento da gestão, a capacitação empresarial e a interação entre as empresas e os centros de conhecimento, contribuindo para a competitividade da indústria do Distrito Federal.

Foto do Sebastião Sibá Machado Oliveira

Sebastião Sibá Machado Oliveira

2017

  •  

    Sebastião Sibá Machado Oliveira, nasceu em União, Piauí, em 24 de janeiro de 1958, é bacharel em Geografia pela Universidade Federal do Acre (Ufac) e fez Mestrado em Desenvolvimento Regional, também pela UFAC. Possui ainda curso de Extensão Universitária em Manejo de Conflitos Socioambientais (UFAC). É casado com RosaliScalabrin, tem dois filhos e um neto.

     

    Aos 20 anos de idade Sibá foi morar em São Paulo. Trabalhou como cobrador de ônibus e após um período foi morar no Pará, onde juntamente com sua família (pais e irmãos) trabalhou como agricultor. Percebendo que as condições de trabalho e o incentivo ao agricultor não eram suficientes ou não existiam na região, iniciou sua atuação no movimento sindical. Em 1983, foi delegado do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Prainha, tendo antes frequentado o grupo de jovens da Igreja.  Na Transamazônica conheceu sua companheira RosaliScalabrin. Em seguida (1986), considerando seu desempenho na organização dos movimentos sociais na Transamazônica, foi convidado para ir ao Acre colaborar na estruturação partidária e sindical daquele Estado. Mudou-se então para Rio Branco, onde filiou-se ao PT neste mesmo ano. Trabalhando junto à Comissão Pastoral da Terra (CPT), tornou-se também presidente da  Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde desempenhou dois mandatos (1991/1994).

     

    Atuação política

    Em 1994, apesar de todas as dificuldades e resistências locais ainda enfrentadas pelo Partido dos Trabalhadores,  foi o candidato a deputado federal mais votado no Acre, porém não atingiu o quociente eleitoral necessário para a obtenção de uma vaga.

    Em 1996  perdeu a disputa para a Prefeitura de Plácido de Castro e no ano de 1998  foi eleito primeiro suplente de deputado estadual;

    De 1999-2001, foi assessor parlamentar da Assembléia Legislativa do Acre;

    Em 1999-2001, foi Secretário de Estado - Secretaria de Estado de Extensão

    Agroflorestal e Produção Familiar;

    Em 2002 foi eleito presidente do diretório estadual do PT, reelegendo-se em 2004;

    Também em 2002 foi eleito primeiro suplente da senadora Marina Silva, assumindo a cadeira no Senado por ocasião da ida da então senadora Marina para o Ministério do Meio Ambiente. Foi senador de 04/02/2003 a 14/05/2008.

    Em 01/02/2011 assume seu mandato como Deputado Federal na 54 Legislatura (2011-2015), como o deputado mais votado do PT/AC

     

    Condecorações:

    Medalhas: Ordem ao Mérito Aeronáutico, Ministério da Defesa - Comando da Aeronáutica, 2004.

    Moções de Aplausos:

    Assembléia Legislativa do Acre, 2005;

    Câmara Municipal de Sena Madureira, Sena Madureira, Acre, 2008;

    Câmara Municipal de Plácido de Castro, Plácido de Castro, Acre, 2008;

     

    Ordem da Estrela do Acre (Assembleia Legislativa do Acre), 2005;

    Reconhecimento pela atuação no Senado Federal, Bancada Federal do Acre, 2008;

    Honra ao Mérito: Honra ao Mérito Cooperativista, Cooperativa Pindorama, Alagoas, 2006;

    Mérito Legislativo, Assembléia Legislativa do Piauí, PI, 2006;

    Ordem Estadual ao Mérito Renascença do Piauí, Governo do Piauí, 2007.

    Missões Oficiais:

    Representante do Senado Federal na Itália (contato com parlamentares que participaram da elaboração das leis que resultaram na "Operação Mãos Limpas"), Itália, 2003; Simpósio Brasil-Alemanha em Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Sustentável, Tübingen, Alemanha, 2003; II Workshop Brasil-Alemanha em Biodiesel - Congresso Alemão em Biocombustíveis, Alemanha, 2004; III Simpósio Brasil Alemanha de Meio Ambiente, Freiburg, Alemanha, 2007; II Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Fórum Índia-Brasil-África do Sul (IBAS), Joanesburgo, África do Sul, 2007; Visita à Rede de Cooperativas Sociais Italianas - visita de interesse da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, Itália, 2008.

     

    Conselhos:

     

    Diretor da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)/SESCOOP-AC Divisão Transportes, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo, CEMATER/ SINCOOB - AC, Rio Branco, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo da OCB, 2008-2010;

    Conselheiro Administrativo no Consórcio Energia Sustentável do Brasil/SA, 2008-2010.

     

     


Foto do Sebastião Sibá Machado Oliveira

Sebastião Sibá Machado Oliveira

2017

  •  

    Sebastião Sibá Machado Oliveira, nasceu em União, Piauí, em 24 de janeiro de 1958, é bacharel em Geografia pela Universidade Federal do Acre (Ufac) e fez Mestrado em Desenvolvimento Regional, também pela UFAC. Possui ainda curso de Extensão Universitária em Manejo de Conflitos Socioambientais (UFAC). É casado com RosaliScalabrin, tem dois filhos e um neto.

     

    Aos 20 anos de idade Sibá foi morar em São Paulo. Trabalhou como cobrador de ônibus e após um período foi morar no Pará, onde juntamente com sua família (pais e irmãos) trabalhou como agricultor. Percebendo que as condições de trabalho e o incentivo ao agricultor não eram suficientes ou não existiam na região, iniciou sua atuação no movimento sindical. Em 1983, foi delegado do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Prainha, tendo antes frequentado o grupo de jovens da Igreja.  Na Transamazônica conheceu sua companheira RosaliScalabrin. Em seguida (1986), considerando seu desempenho na organização dos movimentos sociais na Transamazônica, foi convidado para ir ao Acre colaborar na estruturação partidária e sindical daquele Estado. Mudou-se então para Rio Branco, onde filiou-se ao PT neste mesmo ano. Trabalhando junto à Comissão Pastoral da Terra (CPT), tornou-se também presidente da  Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde desempenhou dois mandatos (1991/1994).

     

    Atuação política

    Em 1994, apesar de todas as dificuldades e resistências locais ainda enfrentadas pelo Partido dos Trabalhadores,  foi o candidato a deputado federal mais votado no Acre, porém não atingiu o quociente eleitoral necessário para a obtenção de uma vaga.

    Em 1996  perdeu a disputa para a Prefeitura de Plácido de Castro e no ano de 1998  foi eleito primeiro suplente de deputado estadual;

    De 1999-2001, foi assessor parlamentar da Assembléia Legislativa do Acre;

    Em 1999-2001, foi Secretário de Estado - Secretaria de Estado de Extensão

    Agroflorestal e Produção Familiar;

    Em 2002 foi eleito presidente do diretório estadual do PT, reelegendo-se em 2004;

    Também em 2002 foi eleito primeiro suplente da senadora Marina Silva, assumindo a cadeira no Senado por ocasião da ida da então senadora Marina para o Ministério do Meio Ambiente. Foi senador de 04/02/2003 a 14/05/2008.

    Em 01/02/2011 assume seu mandato como Deputado Federal na 54 Legislatura (2011-2015), como o deputado mais votado do PT/AC

     

    Condecorações:

    Medalhas: Ordem ao Mérito Aeronáutico, Ministério da Defesa - Comando da Aeronáutica, 2004.

    Moções de Aplausos:

    Assembléia Legislativa do Acre, 2005;

    Câmara Municipal de Sena Madureira, Sena Madureira, Acre, 2008;

    Câmara Municipal de Plácido de Castro, Plácido de Castro, Acre, 2008;

    Ordem da Estrela do Acre (Assembleia Legislativa do Acre), 2005;

    Reconhecimento pela atuação no Senado Federal, Bancada Federal do Acre, 2008;

    Honra ao Mérito: Honra ao Mérito Cooperativista, Cooperativa Pindorama, Alagoas, 2006;

    Mérito Legislativo, Assembléia Legislativa do Piauí, PI, 2006;

    Ordem Estadual ao Mérito Renascença do Piauí, Governo do Piauí, 2007.

    Missões Oficiais:

    Representante do Senado Federal na Itália (contato com parlamentares que participaram da elaboração das leis que resultaram na "Operação Mãos Limpas"), Itália, 2003; Simpósio Brasil-Alemanha em Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Sustentável, Tübingen, Alemanha, 2003; II Workshop Brasil-Alemanha em Biodiesel - Congresso Alemão em Biocombustíveis, Alemanha, 2004; III Simpósio Brasil Alemanha de Meio Ambiente, Freiburg, Alemanha, 2007; II Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Fórum Índia-Brasil-África do Sul (IBAS), Joanesburgo, África do Sul, 2007; Visita à Rede de Cooperativas Sociais Italianas - visita de interesse da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, Itália, 2008.

     

    Conselhos:

    Diretor da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)/SESCOOP-AC Divisão Transportes, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo, CEMATER/ SINCOOB - AC, Rio Branco, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo da OCB, 2008-2010;

    Conselheiro Administrativo no Consórcio Energia Sustentável do Brasil/SA, 2008-2010.


Foto do Fundação Conrado Wessel

Fundação Conrado Wessel

2011

  • Fundação Conrado Wessel

    A Fundação Conrado Wessel foi constituída em 1994, a pedido, em testamento, do fotógrafo, cientista e empresário Ubaldo Conrado Augusto Wessel. Seus objetivos são o de incentivar a Arte, a Ciência, a Medicina e a Cultura por meio do Prêmio FCW e patrocinar doações a entidades filantrópicas.

    O Prêmio FCW é o maior prêmio do Brasil, sendo considerado no meio acadêmico como o "Nobel Brasileiro". A premiação acontece anualmente em cerimônia realizada geralmente no mês de junho, na capital paulista. Os concorrentes ao Prêmio FCW são indicados por universidades e instituições representativas de renome. Reconhecimento público, talento inovador, liderança, abrangência social, trabalho incansável, integridade e ética são alguns critérios utilizados para a escolha dos premiados.

    A comissão julgadora é composta por represen- tantes das entidades parceiras da FCW: a Academia Brasileira de Ciências (ABC), Academia Brasileira de Letras (ABL), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

    O Prêmio FCW de Arte, destinado a Ensaios Fotográficos, reverencia o fundador, industrial e profissional da fotografia, Ubaldo Conrado Augusto Wessel. Os de Ciência, Medicina e Cultura reconhecem perfis de profissionais renomados que se destacaram nos últimos cinco anos. Como associada institucional da ABC, anualmente, a FCW patrocina quatro números dos Anais da Academia Brasileira de Ciências e edita a série "Estudos Estratégicos".

    A Fundação apóia ainda o "Prêmio Almirante Álvaro Alberto" em parceria com o CNPq e o Ministério da Ciência e Tecnologia. Além de conceder anualmente, três bolsas complementares, no exterior, a doutores ganhadores das "Grandes Teses CAPES". O perfil da Fundação Conrado Wessel se complementa com as doações efetuadas, anualmente, a entidades assistenciais sem fins lucrativos: Aldeias Infantis SOS Brasil, Assistência e Promoção Social do Exército da Salvação, Associação Escolar Benjamin Constant, Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Fundação Antonio Prudente, além de 27 entidades dedicadas à criança carente. Desde 2002 a Fundação Conrado Wessel já premiou 74 profissionais.


Foto do Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN/MDS)

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN/MDS)

2009

  • Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN/MDS)

    A Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN) tem a missão de formular e implementar a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, promover e coordenar programas do governo nesta área. Seu principal objetivo é garantir aos cidadãos o acesso à comida e água em quantidade, qualidade e regularidade suficientes, de maneira sustentável e respeitando as diversidades culturais. Para isso a SESAN desenvolve ações estruturantes e emergenciais de combate à fome por meio de programas e projetos de produção e distribuição de alimentos, de apoio e incentivo à agricultura familiar, de desenvolvimento regional, de educação alimentar e nutricional e outros voltados a populações específicas, como indígenas e quilombolas, contribuindo assim ao conjunto de estratégias do Fome Zero. O atual secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional é Crispim Moreira. A Secretaria está vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), que tem à sua frente o ministro Patrus Ananias de Sousa.


Foto do CONSECTI

CONSECTI

2008

  • CONSECTI - Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação

    O Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação é constituído pelos titulares das pastas competentes dos Estados e Distrito Federal, ou representantes autorizados pelos respectivos titulares. Compete ao Consecti contribuir para o aperfeiçoamento da política nacional de ciência e tecnologia; buscar a consolidação do espaço político-institucional das secretarias estaduais que formulam, implementam e desenvolvem regionalmente ciência e tecnologia; consolidar a articulação técnico-política e as diretrizes governamentais e interesse da comunidade científica e tecnológica, fortalecendo e aperfeiçoando o sistema nacional mediante articulação entre os sistemas estaduais; analisar as questões e temas relativos à compatibilização das políticas de curto prazo com os objetivos de longo prazo; e funcionar como instância de intercâmbio de experiências, informações e cooperação técnica entre os integrantes.


Foto do Ariosto Holanda

Ariosto Holanda

2006

  • Ariosto Holanda

    Deputado Federal pelo PSB/CE, Ariosto Holandaé formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará, pós-graduado em Engenharia Biomédica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e especialista em Instrumentação de Processos Industriais pela Petrobras. Como professor universitário já lecionou na Universidade Federal do Ceará (UFC), foi coordenador do curso de Engenharia Química da UFC e coordenador do curso de Engenharia Elétrica da UNIFOR, em Fortaleza. Foi também engenheiro da Petrobras e da Companhia de Energia Elétrica do Ceará e membro da Comissão de Tecnologia Industrial Básica (CNPq/FINEP). Presidiu o Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (NUTEC) e exerceu os cargos de Secretário de Indústria e Comércio e Secretário de Ciência e Tecnologia do Ceará.

    Iniciou sua carreira parlamentar como deputado federal em 1991. No Congresso Nacional, foi titular, em 1992, da CPI Mista sobre o atraso tecnológico do país. Na Câmara dos Deputados, é membro da Comissão Permanente de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e da Comissão de Educação e Cultura. Como titular do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica, Ariosto Holanda relatou o projeto Biodiesel e Inclusão Social.

    É autor de seis obras publicadas nas áreas de Ciência e Tecnologia, responsabilidade social e educação para o trabalho. Recebeu os prêmios: Medalha da Ordem Nacional do Mérito Científico, Medalha Nacional do Mérito Educativo e Destaque da Academia Cearense de Ciências.


Foto do Nazareno Fonteles

Nazareno Fonteles

2006

  • Nazareno Fonteles

    Nazareno Fonteles reassumiu o mandato de Deputado Federal em 2003, tendo antes ocupado o cargo de Secretário Estadual da Saúde do Piauí. Foi o primeiro Deputado Estadual eleito pelo Partido dos Trabalhadores no Estado, tendo assumido em 1991 e atuado na Assembléia Legislativa até 1995. Defendeu o Estatuto dos Servidores Públicos do Piauí e a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

    Apresentou os projetos que deram origem à criação do Conselho Estadual de Saúde e da FAPEPI (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piau0. Também é autor da lei que proíbe a cobrança de taxas na Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e organizou o "I Fórum Estadual de Debates" para discutir e elaborar propostas de desenvolvimento para o Estado. Em 1989 coordenou a campanha do então candidato a Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Estado.

    Pelo Partido dos Trabalhadores, Fonteles concorreu aos cargos de Prefeito de Teresina, Governador do Piauí e disputou vaga no Senado Federal. Exerceu os cargos de diretor da Central Única dos Trabalhadores (CUT), conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) e vicepresidente do diretório estadual do PT.

    Nazareno formou-se em Medicina e Matemática pela Universidade Federal do Piauí, fez residência médica em ortopedia e traumatologia em Ribeirão Preto (SP). Possui especialização em bioengenharia (USP/SP) e mestrado em matemática (UFC/CE).


Foto do ASCON - Associação dos Servidores do CNPq

ASCON - Associação dos Servidores do CNPq

2006

  • ASCON - Associação dos Servidores do CNPq

    A Associação dos Servidores do CNPq (ASCON) foi fundada em 17 de março de 1978, e seu primeiro presidente foi o servidor Bartolomeu Palmeira Brasil. O atual presidente é Francisco Ferreira Carnaúba, cujo mandato se encerra neste mês, e será substituído pela servidora Verônica Maria Galvão.

    Os objetivos da ASCON e sua filosofia envolvem a representação dos servidores perante o CNPq e outros órgãos; a promoção e o estímulo de ações ligadas ao desenvolvimento científico e tecnológico do País; o desenvolvimento e o incentivo ao aprimoramento social, cultural, educacional e desportivo dos associados; a busca de benefícios de ordem assistencial aos associados; a promoção e divulgação de atividades que envolvam assuntos de interesse geral; o estímulo de ações de natureza cooperativa; e o intercâmbio com associações congêneres e afins.

    Atualmente, os principais projetos em andamento são o Projeto Criança e o Projeto Qualidade de Vida, que envolvem atividades de hidroginástica, futebol e diversos encontros de natureza social. As conquistas mais relevantes realizadas pela ASCON têm relação com sua histórica atuação política e social, na participação das conquistas resultantes do Plano de Carreiras em Ciência e Tecnologia, bem como na construção do Centro de Lazer, localizado no Setor de Clubes Sul, em Brasília (DF).