Agraciados

MENÇÃO ESPECIAL DE AGRADECIMENTO 2016

 

Instituto Euvaldo Lodi - IEL

IEL

O Instituto Euvaldo Lodi - IEL é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1969, no Rio de Janeiro, com o objetivo de promover a interação entre instituição de ensino, segmento industrial e demais empresas públicas e privadas.

Inserido na CNI, o IEL/DF é composto por um núcleo central, que define as políticas e diretrizes gerais, com núcleos regionais filiados às federações das indústrias nos diversos estados brasileiros; integra o Sistema Fibra - Federação das Indústrias do Distrito Federal; e tem compromisso de articular ação entre a universidade e a indústria, buscando a união necessária para a realização de objetivos comuns.

O instituto concentra sua coordenação de projetos e programas nas seguintes áreas: Interação Instituição de Ensino e Empresa (Programa de Estágio), Consultoria e Tecnologia, e Gestão Documental. Tem por missão promover o aperfeiçoamento da gestão, a capacitação empresarial e a interação entre as empresas e os centros de conhecimento, contribuindo para a competitividade da indústria do Distrito Federal.

Foto do Sebastião Sibá Machado Oliveira

Sebastião Sibá Machado Oliveira

2017

  •  

    Sebastião Sibá Machado Oliveira, nasceu em União, Piauí, em 24 de janeiro de 1958, é bacharel em Geografia pela Universidade Federal do Acre (Ufac) e fez Mestrado em Desenvolvimento Regional, também pela UFAC. Possui ainda curso de Extensão Universitária em Manejo de Conflitos Socioambientais (UFAC). É casado com RosaliScalabrin, tem dois filhos e um neto.

    Aos 20 anos de idade Sibá foi morar em São Paulo. Trabalhou como cobrador de ônibus e após um período foi morar no Pará, onde juntamente com sua família (pais e irmãos) trabalhou como agricultor. Percebendo que as condições de trabalho e o incentivo ao agricultor não eram suficientes ou não existiam na região, iniciou sua atuação no movimento sindical. Em 1983, foi delegado do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Prainha, tendo antes frequentado o grupo de jovens da Igreja. Na Transamazônica conheceu sua companheira RosaliScalabrin. Em seguida (1986), considerando seu desempenho na organização dos movimentos sociais na Transamazônica, foi convidado para ir ao Acre colaborar na estruturação partidária e sindical daquele Estado. Mudou-se então para Rio Branco, onde filiou-se ao PT neste mesmo ano. Trabalhando junto à Comissão Pastoral da Terra (CPT), tornou-se também presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde desempenhou dois mandatos (1991/1994).

     

    Atuação política

    Em 1994, apesar de todas as dificuldades e resistências locais ainda enfrentadas pelo Partido dos Trabalhadores, foi o candidato a deputado federal mais votado no Acre, porém não atingiu o quociente eleitoral necessário para a obtenção de uma vaga.

    Em 1996 perdeu a disputa para a Prefeitura de Plácido de Castro e no ano de 1998 foi eleito primeiro suplente de deputado estadual;

    De 1999-2001, foi assessor parlamentar da Assembléia Legislativa do Acre;

    Em 1999-2001, foi Secretário de Estado - Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar;

    Em 2002 foi eleito presidente do diretório estadual do PT, reelegendo-se em 2004;

    Também em 2002 foi eleito primeiro suplente da senadora Marina Silva, assumindo a cadeira no Senado por ocasião da ida da então senadora Marina para o Ministério do Meio Ambiente. Foi senador de 04/02/2003 a 14/05/2008.

    Em 01/02/2011 assume seu mandato como Deputado Federal na 54 Legislatura (2011-2015), como o deputado mais votado do PT/AC

     

    Condecorações:

    Medalhas: Ordem ao Mérito Aeronáutico, Ministério da Defesa - Comando da Aeronáutica, 2004.

    Moções de Aplausos:

    Assembléia Legislativa do Acre, 2005;

    Câmara Municipal de Sena Madureira, Sena Madureira, Acre, 2008;

    Câmara Municipal de Plácido de Castro, Plácido de Castro, Acre, 2008;

    Ordem da Estrela do Acre (Assembleia Legislativa do Acre), 2005;

    Reconhecimento pela atuação no Senado Federal, Bancada Federal do Acre, 2008;

    Honra ao Mérito: Honra ao Mérito Cooperativista, Cooperativa Pindorama, Alagoas, 2006;

    Mérito Legislativo, Assembléia Legislativa do Piauí, PI, 2006;

    Ordem Estadual ao Mérito Renascença do Piauí, Governo do Piauí, 2007.

    Missões Oficiais:

    Representante do Senado Federal na Itália (contato com parlamentares que participaram da elaboração das leis que resultaram na "Operação Mãos Limpas"), Itália, 2003; Simpósio Brasil-Alemanha em Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Sustentável, Tübingen, Alemanha, 2003; II Workshop Brasil-Alemanha em Biodiesel - Congresso Alemão em Biocombustíveis, Alemanha, 2004; III Simpósio Brasil Alemanha de Meio Ambiente, Freiburg, Alemanha, 2007; II Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Fórum Índia-Brasil-África do Sul (IBAS), Joanesburgo, África do Sul, 2007; Visita à Rede de Cooperativas Sociais Italianas - visita de interesse da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária, Itália, 2008.

     

    Conselhos:

    Diretor da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)/SESCOOP-AC Divisão Transportes, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo, CEMATER/ SINCOOB - AC, Rio Branco, 2008-2010;

    Membro do Conselho Administrativo da OCB, 2008-2010;

    Conselheiro Administrativo no Consórcio Energia Sustentável do Brasil/SA, 2008-2010.


Foto do Sérgio Mascarenhas Oliveira

Sérgio Mascarenhas Oliveira

2006

  • Físico, Professor Titular Emérito da USP - São CarIos; Prof visitante nas Universidades de Princeton, Harvard, MIT (EUA), London Univ, Univ. Nac. e Centro de Est. Avanzados (México), Inst. Phys. - Chem. Res. (Japan); Fellow, Inst. Advanced Study - Princeton, Diretor a convite do Prêmio Nobel Abdus SaIam no Int. Center for Theoret. Phys. (Trieste) , Univ. de Roma; Fundou e dirigiu o Inst. Fís e Quím. USP-SC; o Centro Nac. Pesq. Des. Instrumentação Agropec. (EMBRAPA); Reitor pro tempore e fundador da UFSCAR, Coord. e propositor do primeiro curso de Eng. de Materiais no Brasil; Fundador e Coord. Inst. Est. Avançados USP - São CarIos; Pesquisador/Conferencista Bell Labs., RCA Labs, Univ. Calif, Naval Res. Labs., Univ. ofTokyo, Univ. Paris, Univ. Grenoble, Oxford, 1.1.1. (Índia), Chinese Acad. Sei., Int. Sei. Found. (Suécia), Diretor do Programa "Educ. e Ens. de Ci. para a América Latina. Ford Found. Membro da ABC; Membro Fundador e Presido Acad. Cio SP; Membro e Vtce-Presidente da SBPC; Membro Fundador da Soe. Bras. Fís. Dentre outros Prêmios, recebeu Gugemheim Award; Fullbright Award; Yamada Found. Award (Japão); Prof. Emérito da Univ. Nac. (México); Cátedra Honorária M. Vallarta (Unam); Patrono BibI. Sérgio Mascarenhas - Inst. Física, UFPE; Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (Grã-Cruz). Orientou cerca de 50 teses de mestrado e doutorado, 200 trabalhos e livros no Brasil e exterior, em Física, Biofísica, Fís. Aplic., Dosimetria de Radiações. Dentre suas contribuições em Inov. Pesq. Des. e Politicas Publicas: Conceito e Descob. dos Bioeletretos em Biof. Molecular; Descoberta do efeito de magnetismo ósseo induzido por radiação; Novo método de Datação arqueológica; Introdutor (com S. Crestana) da Tomografia Computadorizada em Agropecuária; Co-descobridor (com o Prêmio Nobel L. Onsager) do Carregamento Elétrico do Gelo Amorfo; Consolidação de fraturas ósseas com correntes elétricas; Dosimetria de ossos das vítimas de Hiroshima, com novo método de ressonância paramagnética eletrônica; Dosimetria de radiações com eletretos e piezoeléctricos. Propositor da criação do MCT (ao Presidente Tancredo Neves) e da Com. Cio e Tecnologia da Câmara Federal (Presidência do Dep. Ernesto Pereira Lopes). Coord. Programa de Centros Emergentes (CNPq). Atual Coord. Geral da Rede Inov. Prosp. Tec. para o Agronegócio (USP, EMBRAPA, MCT).


Foto do Wladimir Lobato Paraense

Wladimir Lobato Paraense

2006

  • Wladimir Lobato Paraense é pesquisador e chefe do Laboratório de Malacologia da Fundação Oswaldo Cruz. Graduado em medicina nas faculdades de Medicina e Cirurgia do Pará e Medicina de Recife, com especialização em Anatomia Patológica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, já lecionou em diversas faculdades de medicina no Brasil, México e Venezuela, e foi membro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
     
    Lobato foi o primeiro investigador a comprovar a existência do ciclo pré-eritrocitário do parasita da malária e, desde 1954, dedica suas pesquisas a moluscos de água doce do hemisfério ocidental, já tendo identificado 10 novas espécies. Foi eleito Man of lhe Year 1997 pelo American Biographical Institute, dos Estados Unidos, condecorado com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, em 1995, e com a medalha Carlos Chagas Filho da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de janeiro, em 2006.
     
    Recebeu mais de 25 homenagens, prêmios e medalhas, entre eles o Prêmio Golfinho de Ouro, categoria de Ciências, do Governo do Estado do Rio de janeiro. No ano de 1995, foi contemplado pela Fundação Oswaldo Cruz com o diploma de Doutor Notório Saber em Ciências, baseado na sua relevante contribuição científica nas áreas de Biologia Parasitária e Medicina Tropical. Hoje é membro de mais de 20 sociedades científicas no Brasil e no exterior.