REFLORA - Plantas do Brasil: Resgate Histórico e Herbário Virtual para o Conhecimento e Conservação da Flora Brasileira

Objetivo

O Programa "Plantas do Brasil: Resgate Histórico e Herbário Virtual para o Conhecimento e Conservação da Flora Brasileira - REFLORA" tem como objetivo resgatar e disponibilizar para o Brasil e para o mundo imagens e informações de amostras da flora brasileira coletadas até o século XVIII, XIX e XX por missões estrangeiras, depositadas no Royal Botanic Gardens de Kew (RBGK) da Inglaterra, e Muséum National d'Histoire Naturelle de Paris (MNHN) - França.

Parceiros Financiadores

  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI)
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB)
  • Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
  • Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (Fundação Araucária)
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ)
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT/MCTI)
  • Natura Cosméticos S.A.
  • Vale S.A

Apresentação

O resgate histórico, a produção e a disponibilização dos dados das plantas nativas servirão de alicerce para obtenção do conhecimento, uso sustentável e conservação da flora brasileira. Servirão ainda para a validação da identidade taxonômica dos espécimes analisados, descoberta e designação dos materiais-tipo, além de capacitação e treinamento de recursos humanos em Taxonomia. O repatriamento em formato eletrônico desses dados possibilitará a inclusão on line em Herbário Virtual subsidiando o conhecimento e conservação da flora brasileira.

O Programa está estruturado em duas linhas: A primeira linha envolve o acesso às informações das amostras e a digitalização das mesmas no exterior. Após a seleção das amostras a serem trabalhadas, o processo contará com as etapas de digitalização, autenticação, transferência e constituição da base de dados digitais para a implementação da plataforma de TI, que será a base física do herbário virtual a ser instalado no Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ) e disponibilização ao público. A segunda linha visa fomentar 24 projetos de pesquisas individuais ou em redes, envolvendo equipes brasileiras e estrangeiras por meio do lançamento do Edital MCT/CNPq/FNDCT/MEC/CAPES/FAP´s Nº 56/2010 - REFLORA (http://portal-homologa-cnpq-migracao.cnpq.br/editais/ct/2010/056.htm).