Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Simone Mainieri Paulon

Ciências Humanas

Psicologia
  • experiências urbanas e produção do comum: modos de vida e invenção das cidades em tempos de intolerância
  • Como desdobramento de uma parceria firmada entre pesquisadores britânicos e brasileiros para investigar modos de subjetivação e as fronteiras urbanas de quatro cidades brasileiras, este projeto caracteriza a etapa dos estudos a ser realizada na capital gaúcha. Utilizando-se do método cartográfico, a pesquisa objetiva analisar a diversidade dos modos de vida que compõem a experiência urbana, acompanhando diferentes grupos de Porto Alegre que destaquem suas experiências coletivas com determinados modos de exclusão que se operam na cidade e, no contraponto, como produzem um comum enquanto modo de resistência ao capitalismo contemporâneo. Entre os produtos esperados, almeja-se a potencialização das estratégias inventivas de singularização dos coletivos estudados, bem como a ampliação e contribuição do sul do país com a rede de pesquisas internacional na qual se inclui a investigação.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Maria Andrade Pereira de Sá

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • empreendedorismo afinado: as estratégias das cooperativas musicais brasileiras
  • O presente estudo pretende analisar os impactos econômicos e sociais do cooperativismo a partir de um estudo de caso envolvendo cooperativas brasileiras voltadas para a música. Ao final, pretende-se, a partir da observação desses dados, levantar informações relevantes sobre o funcionamento dessas articulações coletivas formais e informais sob a perspectiva dos estudos relacionados ao conceito de empreendedorismo (Schumpeter, 1982; Timmons, 1985; Dornelas, 2007; Weber, 1930; McClelland, 1961 e Lant; Mezias, 1990) e o seu impacto na geração de trabalho e renda de seus cooperados, bem como nas comunidades em que estão inseridas, a partir dos conceitos de cenas (Straw, 1991, 1997, 2006) e de cidades musicais (Herschmann e Fernandes, 2016).
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 08/09/2018-30/09/2021
Foto de perfil

Simone Maria Andrade Pereira de Sá

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • laboratório de análise e desenvolvimento de linguagens em mídias sonoras, visuais e audiovisuais
  • Este projeto tem por objetivo estabelecer as bases teóricas e materiais, em termos de itens de capital (aquisição de equipamentos e mobiliário) e de custeio (reforma de espaços para atividades de ensino e pesquisa) e passagens para intercâmbios interinstitucionais), para o funcionamento de um Laboratório de Análise e Desenvolvimento de Linguagens em Mídias Sonoras, Visuais e Audiovisuais, conjugando assim os esforços de diversos dos grupos de pesquisa associados ao Departamento de Estudos Culturais e Mídia e ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (GEC/UFF) na consolidação de sua já manifesta inserção qualificada à pesquisa na área de Comunicação, como se poderá demonstrar pelo perfil das ações de sua equipe proponente, tanto em termos de produtividade qualificada quanto nas taxas de aprovação de projetos de pesquisa, ensino, formação e cooperação acadêmica, em plano nacional e internacional. Do ponto de vista de seus conteúdos, a proposta se define por uma simultânea integração e articulação de diferentes projetos de pesquisa que têm em comum a atenção analítica a materiais da cultura midiática contemporânea, nas suas manifestações sonora, visual e audiovisual, abordados a partir de diferentes perspectivas (sociológicas, culturalistas, narratológicas e estéticas, dentre outras). Em se constituindo a base material dessas atividades, com o apoio financeiro da agência, julgamos poder fornecer o apoio material e logístico de uma série de atividades de ensino, pesquisa e divulgação científica, em áreas estratégicas para o curso de Estudos de Mídia e no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFF, nas áreas de interesse desse projeto.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inserção social na governança da política pública local de saúde: em análise a região sudeste do brasil
  • A presente proposta de pesquisa tem por objetivo analisar a estrutura de governança de uma política pública local e identificar os efeitos da participação social sobre a mesma. Tendo como objeto de estudo a política pública de saúde implementada em nível local e como unidades de análise as quatro capitais da Região Sudeste do Brasil (Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória), o estudo busca responder a três questionamentos: 1) A estrutura de governança da política pública de saúde é permeável a inserção social? 2) Qual é o papel das instâncias participativas na estrutura de governança da política pública local de saúde na região sudeste do Brasil?; e 3) Como a participação social se configura em termos práticos e quais são os seus efeitos no processo de gestão da política pública local de saúde? Para dar subsídios à problemática em questão, o estudo terá como marco teórico a literatura de governança e de participação social. Norteada por uma abordagem quali-quanti, a pesquisa se dará tanto a partir de dados secundários (revisão bibliográfica e pesquisa documental) como de dados primários (entrevistas e Survey). Especificamente a coleta de dados primários se dará em duas fases: na Fase 1, para caracterizar a governança pública da política de saúde em âmbito local e identificar o papel da participação social nesse processo, serão realizadas entrevistas junto a secretários de saúde e de planejamento (ou alguém que os represente) das capitais brasileiras. Na Fase 2, com base nos resultados obtidos na fase anterior, espera-se analisar como se dá o funcionamento dos espaços de participação, a sua composição e a sua efetividade, na percepção de atores estratégicos representantes dos mesmos. Para tanto, será utilizado o método Survey (aplicação de questionários) junto a representantes das diferentes instâncias que forem identificadas em campo. Como a realização do estudo espera-se, além de demonstrar os avanços, possibilidades e desafios da participação social na gestão pública, debate que nos últimos anos tem ganhado importância no meio acadêmico, acredita-se que também será possível avançar na discussão da temática governança pública, traduzindo em termos práticos como ela se realiza.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Mitri Nogueira

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo das alterações epigenéticas e proteômicas relacionadas ao benzeno em uma população vulnerável de campos elíseos, dc, rj, exposta ambientalmente
  • Estado da arte O benzeno é um contaminante global e sua presença na atmosfera vem sendo registrada, sobretudo, nas áreas industriais. Em geral, a população está exposta através da inalação de ar contaminado, mas também de solo e águas contaminados por rejeitos industriais. Isso mostra que populações que vivem no entorno de fontes potencialmente poluidoras, como indústrias e refinarias de petróleo, podem estar expostas a concentrações de benzeno capazes de produzir efeitos indesejáveis à saúde. A principal produção de benzeno no Brasil estão nos centros de produção petroquímica e refino de petróleo, responsáveis por cerca de 95% da produção nacional, atuando como poluidores potenciais. Dentre estes, destaca-se o pólo industrial de Campos Elíseos no município de Duque de Caxias/RJ, que acomoda o maior complexo industrial da América Latina: a 2° maior petroquímica do país, a REDUC, e outras indústrias. Esta região apresenta significativa desigualdade na distribuição de renda, o que agrava o problema da contaminação ambiental de origem industrial. Outro agravante na região está relacionado à ausência de fornecimento de água pela CEDAE, e, alternativamente, o uso de água proveniente de instalações que conectam encanamentos particulares às tubulações de água da REDUC/ PETROBRAS, destinada às torres de resfriamento. A exposição crônica a baixas concentrações de benzeno está associada a enfermidades, como a anemia aplástica, leucemia, linfoma não-Hodgkin, mieloma múltiplo e outras desordens hematopoiéticas. A preocupação com os efeitos da exposição ao benzeno na população em geral é crescente. Do ponto de vista da suscetibilidade genética, polimorfismos de genes envolvidos no metabolismo da substância têm sido amplamente investigados como fatores de risco. O benzeno é um carcinógeno classificado no grupo 1 da IARC e, sabe-se que, o câncer é causado por múltiplos fatores, de modo que a identificação desses fatores é objeto de pesquisas na área. As alterações genéticas representam uma etapa chave no processo de desenvolvimento do câncer, e mais, tem sido repostado que a carcinogênese induzida quimicamente está associada a alterações epigenéticas, incluindo a metilação do DNA e expressão de microRNA. Estudos têm mostrado que as modificações nos padrões de metilação de DNA em regiões específicas estão entre os fatores de risco para exposição a carcinógenos. É reconhecido que a alterações no padrão de metilação de DNA relacionadas á leucemia envolve hipo e hipermetilação do genoma, o que leva à instabilidade genômica. Estudos conduzidos para avaliar possíveis efeitos da exposição ao benzeno sobre os níveis de expressão de microRNAs em regiões específicas do genoma têm reportado alterações nos padrões, mas são ainda incipientes. Nesse sentido, alterações epigenéticas podem ser consideradas como biomarcadores preditivos de exposição a carcinógenos, capazes de influenciar o potencial genotóxico do agente carcinogênico. Por sua vez, as análises proteômicas detectam alterações no perfil de expressão de proteínas, que podem estar relacionadas à exposição ao xenobiótico. Objetivo Este projeto objetiva investigar alterações epigenéticas e proteômicas relacionadas à exposição ambiental ao benzeno em moradores de Campos Elíseos, estado do RJ, levando em consideração o perfil de susceptibilidade genética desta população ao xenobiótico. As análises genômicas são capazes de identificar os subgrupos geneticamente mais susceptíveis. Através dos ensaios em proteômica podem ser detectadas alterações no perfil de expressão das proteínas relacionadas. As análises de modificações epigenéticas atuam como marcadores dos danos que a exposição a xenobióticos carcinógenos, como o benzeno, podem causar ao epigenoma. Metodologia Em um estudo transversal, serão avaliados cerca de 450 residentes de Campos Elíseos, onde serão coletados os dados sociodemográficos (por questionário) e amostras biológicas (sangue e urina) da população. No ambulatório do CESTEH/ENSP/FIOCRUZ será feita a avaliação clínica da população, através de hemograma completo e consulta médica. As análises serão realizadas no Laboratório de Toxicologia do CESTEH, que tem a infraestrutura necessária para tal, e serão as seguintes: 1)Determinação dos biomarcadores S-PMA e t,t-MA para avaliação da exposição ao benzeno; 2)Análise proteômica, através de eletroforese uni e bidimensional em géis SDS-PAGE e por Espectrometria de Massa; 3)Determinação de polimorfismos de genes de metabolização do benzeno, CYP2E1, NQO1, MPO, GSTT1 e GSTM1, por PCR em tempo real e convencional; 4)Determinação do padrão de metilação de DNA em regiões específicas e da expressão de microRNA como marcadores de alterações epigenéticas. Resultados esperados Este estudo pretende gerar os seguintes produtos: 1)banco de dados do perfil socio-econômico da população estudada; 2)quantificação da exposição ambiental ao benzeno na população, através dos níveis dos biomarcadores de exposição; 4)distribuição genotípica e alélica dos polimorfismos genéticos metabólicos do benzeno na população estudada; 5)frequência dos alelos de risco de genes de susceptibilidade ao benzeno; 7)perfil proteômico da população estudada, através da expressão proteica; 9)quantificação dos biomarcadores epigenéticos metilação de DNA e expressão de microRNAs específicos relacionados ao benzeno. Conclusão A literatura científica atual tem mostrado a importância da busca de maior conhecimento sobre a influência do benzeno nas alterações epigenéticas e proteômicas em populações expostas ao xenobiótico, uma vez que muitas dessas alterações estão associadas a várias doenças e, principalmente, ao processo de carcinogênese. A elucidação dos mecanismos pelos quais o benzeno é capaz de alterar a expressão de determinados genes poderá contribuir para a melhoria da compreensão do potencial tóxico desta substância e de outros poluentes ambientais e auxiliará na identificação de medidas preventivas mais apropriadas ao problema.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Molz Steidel

Ciências Biológicas

Farmacologia
  • erva-mate e neuroproteção: estratégia multidisciplinar para a inovação
  • A região do Planalto Norte Catarinense possui potencial para criação de uma identidade territorial sustentável a partir da cultura da erva-mate. A erva-mate é uma espécie nativa da região, utilizada na nutrição humana e grande parte das propriedades rurais tem na sua exploração uma importante fonte de renda. Mesmo sendo econômica e culturalmente importante, a erva-mate apresentou queda acentuada da produtividade nas últimas duas décadas. Essa situação é reflexo dos baixos investimentos em pesquisa e o sistema de produção da erva-mate brasileira ainda muito atrelado ao extrativismo. Para reverter o quadro descrito acima, as técnicas de cultivo precisam ser melhoradas, principalmente em relação ao cultivo orgânico visando a nutrição adequada do solo e planta e também condições de luminosidade às quais as plantas são expostas. Além disso, a composição fitoquímica da erva-mate pode ser influenciada pelo tipo de sistema de produção, de maneira que para obter-se reprodutibilidade dos efeitos biológicos esperados com o consumo de produtos obtidos a partir de extratos de erva-mate deve-se padronizar a matéria prima. A depressão é considerada um problema de saúde pública, econômico e social. No Brasil a prevalência de depressão ao longo da vida é uma das mais altas do mundo. A teoria monoaminérgica da depressão ainda é a mais aceita para explicar a etiologia e a patogênese da depressão. Entretanto, o sistema glutamatérgico também tem sido apontado como responsável pelo efeito dos antidepressivos clássicos. Além disso, a excitotoxicidade tem sido proposta como um importante mecanismo no desenvolvimento da depressão e de morte celular em regiões encefálicas responsáveis pelo controle do humor e da emoção. O consumo de metilxantinas presentes no café, especificamente a cafeína, tem sido inversamente correlacionado com sintomas de depressão. A cafeína é um antagonista não seletivo de receptores A1R e A2AR e estudos apontam que o bloqueio de receptores de adenosina pelas metilxantinas possa ser um importante alvo terapêutico. Dessa foram, o objetivo deste estudo é explorar o potencial terapêutico da flora do Planalto Norte Catarinense como estratégia para a inovação. Para tanto, conta-se com uma equipe multidisciplinar cuja meta é avaliar se diferentes formas de cultivo influenciam na composição fitoquímica e no efeito biológico (tipo-antidepressivo e neuroprotetor) do extrato de erva-mate, bem como investigar se as metilxantinas são responsáveis por esse efeito. Para atingir estes objetivos, serão utilizados modelos animais de excitotoxicidade in vitro e modelos comportamentais in vivo.
  • Universidade do Contestado - SC - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Monteiro e Silva

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • identificação e recuperação de bioprodutos graxos de óleo de palma
  • O óleo de palma é atualmente o óleo vegetal mais consumido no mundo e a sua produção corresponde a aproximadamente um terço da produção mundial de óleos vegetais. Nos últimos 15 anos, a sua demanda dobrou devido a utilização como substituto de gorduras trans e produção de biodiesel. No entanto, o crescimento não foi acompanhado pelo aprimoramento do conhecimento científico, portanto existem poucos trabalhos na literatura esclarecendo quais os parâmetros de processo influenciam nos problemas enfrentados pela indústria, como: a formação de compostos tóxicos (organoclorados) durante o refino; dificuldade tornar óleo bruto em uma coloração amarelo claro; e o não aproveitamento total da matéria-prima. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho é aprimorar a compreensão científica do refino de óleo de palma, assim como propor novos processos de refino visando a sustentabilidade e segurança alimentar. Este projeto compreende: a) a caracterização do óleo de palma híbrido brasileira, b) síntese de resinas poliméricas e sua utilização para recuperação de carotenos, c) desenvolvimento de métodos alternativos de refino do óleo de palma, d) avaliação da formação de compostos tóxicos de óleos submetidos a processos tradicionais e alternativos de refino e preparo.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Nunes de Carvalho

Ciências Biológicas

Morfologia
  • efeitos da terapia celular e do secretoma de células-tronco mesenquimais na doença hepática: estudo in vivo e in vitro
  • A doença hepática crônica está associada com a substituição do parênquima funcional do fígado por tecido fibroso, levando à perda da função hepática progressiva até o estágio de cirrose, condição que normalmente exige o transplante de fígado para garantir a sobrevida do paciente. Portanto, é grande a necessidade de terapias que possam aumentar a sobrevida de pacientes em espera por transplantes, ou até mesmo reverter mais rapidamente a lesão hepática. Nesse cenário, células da medula óssea adulta tem mostrado resultados promissores para o restabelecimento da função hepática, em modelos experimentais e ensaios clínicos. Apesar desses achados, permanece o questionamento sobre as vias pelas quais essas células contribuem para a regeneração hepática. Entre as hipóteses mais sugeridas e estudadas temos a da estimulação parácrina via interação celular direta e/ou secreção de vesículas extracelulares com componentes como proteínas de membrana, microRNAs e fatores de crescimento. Este estudo pretende comparar os efeitos da terapia com células totais de medula óssea com os efeitos da terapia com secretoma de células-tronco mesenquimais (CTM) de medula óssea após cultivo tridimensional em matriz de alginato, sobre a fibrose hepática induzida por colestase em modelo cirúrgico com camundongos, e em cultura de linhagem de hepatócitos previamente sensibilizados. Após os tratamentos, as amostras de tecido hepático ou culturas hepatócitos serão analisadas quanto ao perfil de citocinas por citometria de fluxo. O estresse oxidativo, biogênese mitocondrial e aspectos metabólicos dos hepatócitos serão avaliados durante a lesão e após a terapia celular. A compreensão sobre como esses fatores podem atuar sinergicamente e seus efeitos sobre hepatócitos e demais células do parênquima hepático é de fundamental importância para o aprimoramento e otimização da terapia celular para doença hepática crônica.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Patrícia Aranha da Paz

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • fertilizante de liberação lenta formulado a partir de termofosfato com aditivo de cinzas vegetais e aglomerados com bentonita magnesiana
  • O Brasil é reconhecido mundialmente por seu sucesso no agronegócio e por sua aptidão florestal, com condições edafoclimáticas favoráveis, disponibilidade de solos e tecnologia avançada. Porém, a sua produção de fertilizantes e o fornecimento de insumos agrícolas estabelecem um sistema antagônico, fazendo com que se recorra a importações, limitando assim a sustentabilidade do agronegócio e geração de energia limpa. Esses fatores colocam o Brasil entre os maiores consumidores mundiais de fertilizantes; sua taxa de crescimento anual de demanda por agrominerais tem superado a média mundial, sendo o quarto maior consumidor do chamado NPK. Quando o seu percentual de consumo é analisado com relação a cada nutriente, o K, N, P e S apresentam uma taxa de importação de 90, 75, 45 e 82%, respectivamente. A dependência do país por fertilizante só tem sido agravada, pois, além da agricultura, a demanda agroflorestal por fertilizante tem aumentado em detrimento da expansão do uso de biomassa tanto para a produção de biocombustíveis quanto para a produção de carvão vegetal para abastecer o setor siderúrgico e energético. Embora a utilização de biocombustíveis possibilite a compensação de emissão do gás carbônico (CO2) para a atmosfera, o seu uso crescente, principalmente sob a forma de carvão vegetal, tem contribuído para a geração de grandes volumes de cinzas, comumente não aproveitada. Historicamente, mais precisamente desde a revolução agrícola, as cinzas vegetais são utilizadas como fontes alternativas de nutrientes para a agricultura, porém a sua variabilidade composicional limita sua aplicação. Nesse contexto, com o objetivo de atender à demanda produtiva e redução de custos do agronegócio brasileiro, bem como, contribuir com a sustentabilidade da produção de fertilizante, o presente projeto objetivará: 1) qualificar as cinzas vegetais como fonte alternativa de macronutrientes (P, K, Ca, Mg) e, eventualmente, micronutrientes para uso na produção agrícola; e 2) testar uma Mg-bentonita como aglomerante do fertilizante fosfático calcinado juntamente com as cinzas, com foco na boa resistência à compressão dos grânulos, diminuição de higroscopicidade, aumento da capacidade de retenção de água e liberação lenta de nutrientes. Para tal serão utilizadas: 1) cinzas produzidas a partir de duas variedades de biomassa, caroços de açaí e cavacos, as quais são empregadas na geração de energia para produção de fertilizante fosfático calcinado; e 2) bentonita Formosa, uma variedade catiônica do tipo magnesiana, que ocorre no sul do Maranhão. Estes materiais serão submetidos a caracterização química, física e mineralógica, com posteriores análises de fertilidade.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Pinheiro Pinto

Outra

Divulgação Científica
  • um museu de ciência apresentando a diversidade e riqueza para favorecer a bioeconomia.
  • O presente projeto busca contribuir para o desenvolvimento, ampliação e aprimoramento da rede de popularização da ciência no país e para o fortalecimento de aparelhos culturais móveis e fixos fora da capital do Rio de Janeiro. Para tanto, o projeto oferece a execução de diversas oficinas com temáticas relacionadas à SNCT 2019, visitas mediadas aos espaços expositivos do Museu Ciência e Vida, bem como a oportunidade de discussões e reflexões sobre o tema através de palestras. Com a intenção de formar novos hábitos culturais, o Museu procura parceria com os Centros de Referências de Assistência Social buscando proporcionar a investigação e conscientização dos participantes acerca das questões relativas à contribuição das ciências para o desenvolvimento social. Acreditamos que nossas ações podem se tornar um diferencial na contribuição para a popularização da ciência, utilizando o Museu e suas diferentes atividades como ferramenta para o desenvolvimento sustentável.
  • Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ - RJ - Brasil
  • 05/10/2019-30/04/2020
Foto de perfil

Simone Raposo Cotta

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • o uso de comunidades microbianas sintéticas (syncom) na melhoria da eficiência da fertilização fosfatada de plantas
  • A cobrança por parte da sociedade pelo desenvolvimento de tecnologias que promovam uma agricultura sustentável e economicamente viável vem crescendo nos últimos anos. Nesse contexto, novas pesquisas estão sendo desenvolvidas com o intuito de compreender as interações que são estabelecidas entre as plantas e os microrganismos no ambiente da rizosfera e, dessa forma, manipular esse microbioma com a finalidade de aumentar a produtividade agrícola. Partindo da premissa que quanto mais diverso e ativo for o sistema biológico dos solos melhor será o desenvolvimento da planta (utilizando o conceito de biodiversity-ecosystem functioning), o objetivo principal desse projeto consiste em avaliar o efeito da diversidade microbiana do solo e da rizosfera sobre os mecanismos microbianos de disponibilização de fósforo para a planta (solubilização e mineralização) e estabelecer qual seria o microbioma mínimo necessário para que o processo de disponibilização desse nutriente não seja comprometido. Utilizando esse “microbioma mínimo” como referência, será construída uma comunidade sintética (SynCom) com o intuito de promover a fertilização fosfatada para a planta. Essa comunidade sintética será avaliada em relação a sua sobrevivência, estabilidade, funcionalidade e eficiência na disponibilização de fósforo em experimentos que serão desenvolvidos em casa de vegetação. Desta forma, o presente projeto propõe-se a gerar conhecimento fundamental para a formulação de bioinoculantes mais eficientes, pois leva em consideração a diversidade biológica do sistema e as interações estabelecidas entre microrganismos e microrganismos x plantas para a melhora na nutrição vegetal.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Raquel Batista Ferreira

Ciências Humanas

Geografia
  • saberes e territorialidades tradicionais na foz do rio doce (es)
  • O Projeto de Pesquisa Saberes e Territorialidades Tradicionais na Foz do Rio Doce tem como objetivo principal identificar e cartografar os territórios tradicionalmente ocupados por comunidades pesqueiras, ribeirinhas, indígenas e quilombolas na região da foz do rio Doce. Os povos e comunidades tradicionais são sujeitos sociais historicamente impactados pela implantação do projeto colonial e moderno no Brasil, através dos Estados Modernos Ibéricos (séculos XV-XVI). Expandindo-se sobre outros territórios, a colonização efetivou um doloroso processo de dominação e expropriação de povos dali originários, transformando natureza e gente em mercadorias que alimentaram o lucrativo comércio colonial enriquecedor de uma determinada classe social europeia, em detrimento dos povos originários dos territórios colonizados - que viriam a ser denominados América, África e Ásia. Ademais, enquanto justificativa do novo padrão mundial de poder que se inaugurava, a colonização construiu uma classificação hierárquica dos povos fundamentada na ideia da raça, uma supostamente distinta estrutura biológica que situava os povos conquistados em situação natural de inferioridade em relação aos povos conquistadores. Os povos originários dos territórios colonizados se orientavam por referenciais econômicos, culturais e cognitivos distintos da matriz de racionalidade eurocêntrica, colonial e moderna. Herdeiros da matriz de racionalidade dos povos originários, ainda hoje os povos e comunidades tradicionais se relacionam com a terra e demais atributos da natureza para o usufruto comum, e organizam a reprodução da própria existência a partir de referenciais que não correspondem ao padrão hegemônico. A região da foz do rio Doce traz a presença de diversas comunidades tradicionais, originárias, sobretudo, dos povos indígenas que aí se territorializavam desde tempos anteriores ao processo colonial e se encontraram com povos de outras origens, como africanos, afrodescendentes e também europeus. A partir da colonização, o processo de abertura da região da foz do rio Doce aos projetos desenvolvimentistas passou a incidir sobre os territórios tradicionalmente ocupados pelos povos indígenas e, posteriormente, pelas comunidades tradicionais que lhes são descendentes. Orientados por matrizes de racionalidade distintas daquela dos povos originários e comunidades tradicionais, os projetos desenvolvimentistas passaram a se sobrepor e a tornar invisíveis seus territórios. Portanto, embora o momento histórico moderno colonial tenha oficialmente cessado, no atual padrão de poder mundial ainda permanecem práticas de colonialidade que teimam em manter a dominação, expropriação e invisibilidade territorial dos povos originários, que continuam classificados como “inferiores” frente ao modelo desenvolvimentista capitalista. Nesse sentido, estamos propondo esse projeto de pesquisa, no intuito de contribuir para a produção da visibilidade dos territórios tradicionalmente ocupados na foz do rio Doce, que apresentam formas de relação com a natureza vista como sustentação da vida, saberes específicos que constituem conhecimento patrimonial e apontam para possibilidades de outros modos de existir. Por meio do trabalho teórico e empírico, onde se encontram saberes acadêmicos e populares, busca-se contribuir para a formação diferenciada de estudantes e pesquisadores, orientada por uma perspectiva de descolonização do olhar, ao reconhecer a presença territorial e valorizar esses saberes que foram subalternizados.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Schneider Weber

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • ensaio de formação de biofilme de staphylococcus epidermidis em diferentes condições experimentais que mimetizam o processo infectivo e bioprospecção de peptídeos antimicrobianos a partir de espécies da flora nativa da amazônia
  • Dentre os mecanismos de virulência de S. epidermidis, destaca-se principalmente sua habilidade de aderência a superfícies abióticas e formação de um biofilme bacteriano. O surgimento de cepas de Staphylococcus coagulase negativo meticilina resistente (MRCoNS) torna ainda mais complexo o controle de infecções causadas por esses agentes, o que nos faz pensar em alternativas coadjuvantes eficazes ao tratamento dessas infecções. Atualmente, os peptídeos antimicrobianos (AMPs) são considerados potencialmente a próxima geração de antibióticos (ATB), os quais devido suas características catiônica e hidrofóbicas tende a ter maior facilidade em interagir e se inserir em paredes celulares aniônicas ou em membranas fosfolipídicas de microrganismos. Os mecanismos de resistência, em especial a formação de biofilme, abre uma oportunidade de estudarmos os fatores envolvidos na adesão bacteriana durante o processo infectivo, para que possamos desenvolver novas estratégias de controle e tratamento. Nesse sentido, a presente proposta tem por objetivo compreender os mecanismos pelos quais S. epidermidis meticilina resistente vence as barreiras de defesa do hospedeiro, bem como testar peptídeos antimicrobianos, extraídos da flora amazônica, sobre a formação de biofilme em condições que mimetizam o processo infectivo.
  • Universidade Federal do Amazonas - AM - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Sehnem

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • inovação disruptiva, nível de maturidade e modelos de negócios de economia circular: um estudo em startups latino-americanas
  • Esta proposta de estudo parte do pressuposto de que a competitividade das empresas, especialmente aquelas atuantes com modelos de negócios de economia circular tem ampla relação com a inovação disruptiva. Em um ambiente dinâmico, globalizado e incerto, no qual competem empresas cujas premissas foram idealizadas para atuarem numa perspectiva de circularidade, a inovação disruptiva e o nível de maturidade do negócio fazem parte da base de constituição e atuação destas empresas. Acredita-se que a disrupção dos modelos de negócios e das práticas adotadas nas organizações contribui para o desenvolvimento de empresas circulares. Assim, os modelos de negócios de economia circular são vistos como mecanismos de tornar o planeta mais sustentável e otimizar o uso de recursos naturais, pensando novos produtos desde o design até a reintrodução como insumos em novas cadeias de produção. A perspectiva da desmaterialização e nível de maturidade também passam a ser valorados. Utilizando um estudo quantitativo com um método hipotético com coleta de dados realizada por meio de um levantamento com as melhores universidades da América Latina, este estudo objetiva analisar a relação entre inovação disruptiva, nível de maturidade e modelos de negócios de economia circular.
  • Universidade do Oeste de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Souza Monteiro

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • testagem rápida para o hiv e promoção da saúde entre mulheres trans/travestis, gays/hsh e trabalhadoras sexuais: uma revisão integrativa
  • Segundo documentos oficiais recentes, a realização do teste de HIV é crucial para o sucesso da estratégia conhecida como “Tratamento para Todas as Pessoas” (TTP) ou “Tratamento como Prevenção” (TcP). Dado o compromisso do Brasil com as políticas globais de Aids, as respostas programáticas para o controle da epidemia vêm se apoiando em variadas iniciativas de ampliação do acesso ao diagnóstico com fins de prevenção. Projetos e programas de promoção da saúde e prevenção do HIV vêm assumindo o compromisso de oferecer o diagnóstico precoce e a remissão oportuna ao tratamento das populações consideradas chave pelas políticas, como mulheres trans/travestis, gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH) e profissionais do sexo. Tais iniciativas, nacionais e internacionais, vêm oferecendo testagem em lugares públicos, privados e em horários variados a fim de alcançar grupos populacionais com maior dificuldade de acesso e acolhimento nas unidades convencionais da rede de saúde. Organizações não-governamentais (ONGs), locais de sociabilidade e de interação sexual e domicílios (por meio do autoteste) tornam-se espaços alternativos para a realização da testagem para o HIV. Embora apresentem relevantes resultados, esses programas e ações de testagem não têm alcançado uniformemente as populações definidas como chave nas políticas de prevenção. Ademais se articulam, de forma diferenciada, com estratégias de prevenção e iniciativas mais amplas de promoção da saúde. Nesse sentido, o presente projeto pretende analisar os desafios implicados na tradução das atuais políticas globais de Aids para as realidades locais, focalizando seus alcances segundo os diferentes universos populacionais aos quais se destinam. Assim, tem-se o intuito de reunir e sistematizar achados da produção acadêmica a respeito do desenvolvimento de ações e programas de promoção da saúde e de controle epidemiológico baseadas na testagem de HIV, por meio de uma revisão integrativa. Tal revisão visa contemplar pesquisas acadêmicas e formativas, nacionais e internacionais, publicadas em bases de dados, durante o período de 2010 a 2019, que abordem estratégias de prevenção e promoção da saúde e de oferta da testagem de HIV junto a mulheres trans/travestis, gays/HSH e trabalhadoras sexuais. A revisão da literatura pretende trazer luzes sobre desdobramentos específicos das políticas globais entre populações sexualmente marginalizadas e mais vulneráveis ao HIV e outras ISTs. A compilação e a análise dessa produção científica têm o potencial de indicar os alcances e limites das estratégias de prevenção apoiadas na testagem do HIV, visando superar seus obstáculos e lacunas
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 06/01/2020-31/01/2023
Foto de perfil

Simone Teresinha Protti Zanatta

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • a atenção à tuberculose em consultório na rua no município de são paulo/sp
  • O presente projeto resulta da colaboração de pesquisadores da Área Epidemiológica e Operacional da Rede Brasileira de Pesquisa em Tuberculose (REDE-TB). Participam pesquisadores de diferentes programas de pós-graduação envolvendo as instituições: UFSCar, USP, e UNIFESP. Este projeto tem como objetivo analisar a produção dos sentidos dos discursos dos profissionais de saúde que atuam nas equipes de Consultório na Rua no município de São Paulo. Com o propósito de se aproximar e atender aos objetivos desta pesquisa, utilizaremos como recurso teórico-metodológico a Análise de Discurso de matriz francesa. O estudo será realizado no município de São Paulo e serão entrevistados os profissionais de saúde de nível médio e superior (médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem) pertencentes às equipes de Consultório de Rua envolvidos da atenção à tuberculose e, consequentemente, que atuam nas 18 eCnaR no município de São Paulo. As entrevistas serão áudio-gravadas e realizadas por meio de questões abertas e norteadoras, propiciando a construção de informações a atender o objeto do estudo. Para a análise será utilizada a fundamentação teórico-metodológico da Análise de Discurso de matriz francesa buscando a compreensão dos processos de produção de sentidos bem como a identificação da posição discursiva que o sujeito ocupa e como se fundamenta no encontro com a história, psicologia e ideologia. Os resultados deste estudo poderão oferecer subsídios para aprofundar conhecimentos e compreensão acerca das Equipes de Consultório na Rua, contribuindo para o planejamento, organização, monitoramento e acompanhamento da população em situações de rua acometida pela tuberculose; subsidiar o planejamento e execução de ações de controle da TB e contribuir para o desenvolvimento de pesquisas e formação de recursos humanos.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Tostes de Oliveira Stedile

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • leptospirose na saúde pública: a importância da leptospirúria em cães e gatos assintomáticos na sua epidemiologia
  • A leptospirose é uma enfermidade infecto-contagiosa, de notificação obrigatória, que acomete tanto o ser humano quanto animais silvestres e domésticos.O Brasil é considerado uma área endêmica para esta enfermidade, e a mesma constitui um sério problema de saúde pública. A transmissão da doença acontece principalmente devido ao contato com a urina de roedores e cães infectados, mas outros animais também podem transmitir as leptospiras. O papel de gatos saudáveis ou com doença subclínica como hospedeiros reservatórios pode ter sido subestimado no passado,mas pesquisas recentes demonstraram leptospirúria em gatos e com isso os caracterizaram como reservatórios. Entretanto, o risco exato de contaminação de outros mamíferos, incluindo os seres humanos, a partir de gatos infectados ainda é desconhecido e tem grande importância na saúde pública. A realização desse projeto tem como objetivo avaliar a habilidade de cães e gatos em eliminar leptospiras na urina sem desenvolver sinais clínicos. Os animais avaliados serão naturalmente expostos a fatores de risco e com estreito contato com humanos. Serão coletados amostras de sangue e urina para a realização de exames de reação em cadeia da polimerase (PCR), miscroscopia de campo escuro e soroaglutinação microscópica (SAM).
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 01/06/2017-31/05/2020
Foto de perfil

Simone Vasconcelos Ribeiro Galina

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • capacidade de absorção através de alianças para inovação: comparativo brasil e europa
  • A literatura tem apontado que as empresas que se internacionalizaram tardiamente, geralmente provenientes de países em desenvolvimento (PED), procuram mecanismos distintos das empresas tradicionais por estarem num ambiente diferente do das empresas de países desenvolvidos (PD) quando essas começaram a se internacionalizar. Uma das principais diferenças é que ao contrário das multinacionais consolidadas, que exploram seus recursos domésticos para internacionalização (geralmente estão em países desenvolvidos e, portanto, contam com recursos igualmente desenvolvidos), as empresas de PED se internacionalizam (também) para buscar recursos, que estão inacessíveis no país de origem, para então desenvolver um posicionamento competitivo global. A visão de que a busca por conhecimento deve ocorrer fora do país de origem, especialmente para empresas de PED, é semelhante à de Doz, Santos, Williamson (2001) em sua abordagem de companhia metanacional, que defende que as empresas, especialmente as que atuam em mercados dinâmicos e globais, devem mobilizar conhecimento disperso para criar inovações de alcance mundial. No entanto é importante considerar que a heteregoneidade obtida na internacionalização também tem pontos negativos, como altos custos de coordenação. Assim observa-se firmas obtendo vantagem da diversidade e novidade do conhecimento disperso e distante geograficamente, enquanto desenvolvem capacidade para compreender, interiorizar e utilizar o conhecimento de parceiros distantes. Observamos assim um efeito compensatório de distância geográfica e cultural por meio da utilização de recursos estratégicos e do desenvolvimento de capacidades que possibilitem à firma absorver conhecimento obtido internacionalmente. A capacidade dinâmica (DC), que é a habilidade da empresa em integrar, construir e reconfigurar competências internas e externas em resposta aos ambientes de rápidas mudanças (Teece et al., 1997), tem sido observada como relevante para tirar proveito da internacionalização (Teece, 2014). Uma dessas CD é a capacidade de absorção (CA), que segundo Cohen e Levinthal (1990, p. 128) é a “habilidade de reconhecer informações externas, assimilá-las e aplicá-las com fins comerciais”. Embora amplamente estudado, o constructo de capacidade de absorção é insuficientemente validado empiricamente devido a dificuldade de operacionalização e tem sido tratado como uma ‘caixa-preta’. É relevante mencionar que os trabalhos sobre CA têm focado majoritariamente empresas de países desenvolvidos, sendo que comparações entre PD e PED são praticamente inexistentes. Ainda, espera-se que a CA tenha um papel mediador na relação entre diversidade da aliança e performance inovadora, no entanto isso tem sido pouco estudado (vide detalhes no detalhamento do projeto). Considerando o exposto, é possível afirmar que, especialmente em setores dinâmicos e globais e em empresas provenientes de PED – ou seja, com condições minimizadas de desenvolvimento tecnológico – é relevante que as empresas desenvolvam e mantenham capacidades dinâmicas para permanecerem competitivas na sua adaptação ao mercado a partir das habilidades de absorção e de inovação. Assim, buscando preencher as lacunas teóricas existentes, esta pesquisa tem o intuito de responder a seguinte pergunta: Qual a contribuição das alianças para o desenvolvimento dos componentes da capacidade de absorção e consequente inovação nas empresas de setores inovadores? Este projeto de pesquisa surgiu como continuidade de um projeto anterior, cujo intuito foi investigar o impacto das parcerias de empresas de TIC (Tecnologia de Informação e Comunicação) no desenvolvimento de suas capacidades e consequentemente no seu desempenho inovador. O projeto anterior (2014 a 2015) foi realizado com análise de microdados da PINTEC/IBGE. Seus resultados (Galina, 2018; Galina, et al. 2016; Alves e Galina, 2016; Alves et al., 2016) mostram que as alianças afetam positivamente o desenvolvimento da capacidade de absorção e esta, por sua vez, impacta no desempenho inovador. E essa relação é influenciada pelas alianças realizadas no Brasil, no entanto não há significância para as alianças feitas com parceiros no exterior. Além disso, observa-se que essa influência é diferente dependendo do tipo de parceiro (acadêmico ou comercial), e também levanta-se uma série de questões interessantes a partir da observação das variáveis mediadoras e de controle utilizadas (existência de P&D interna, capacitação dos pesquisadores internos, tamanho da empresa). Assim sendo, esta proposta de pesquisa pretende ampliar o estudo empírico para além do Brasil e do setor de TIC, avaliar estatisticamente algumas hipóteses que não obtivemos significância (como a de alianças no exterior, conforme citado acima), e aprofundar análise das questões levantadas como resultantes da pesquisa anterior. Isso será realizado com a incorporação de dados de outras indústrias inovadoras e a comparação entre os dados brasileiros e os dados de países europeus, o que possibilita uma análise cross-country, bastante valorizada academicamente. Finalmente essa comparação permitirá avaliar as diferenças existentes entre países em desenvolvimento (Brasil) e desenvolvidos (europeus) no que se refere ao modelo conceitual deste estudo que é o impacto das alianças (feitas no país de origem ou no exterior) no desenvolvimento de capacidades de absorção e consequentemente no desempenho inovador.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simone Wajnman

Ciências Sociais Aplicadas

Demografia
  • uma desigualdade leva à outra: diferenciais socioeconômicos na produção, consumo e transferência de trabalho doméstico não remunerado e as implicações para o mercado de trabalho
  • Nas sociedades modernas, a produção de bens e serviços nos domicílios para o consumo direto das famílias ocupa parte significativa do trabalho social. Essa produção é feita através do trabalho doméstico não remunerado. Há várias décadas, pesquisadores vêm chamando a atenção para a importância do trabalho doméstico dentro da economia e criticando o fato de essa produção não ser incluída na contabilidade da produção nacional, ignorando as longas jornadas nas atividades domésticas que as mulheres realizam, subestimando tanto a contribuição feminina para a economia como também o consumo das famílias. Para analisar a produção doméstica, as pesquisas de uso do tempo são essenciais. Atualmente, o Brasil não possui nenhuma pesquisa de uso do tempo representativa a nível nacional, o que limitou, por muito tempo, as possibilidades de análises. Essa limitação foi contornada a partir do desenvolvimento de uma metodologia que estima, a partir da PNAD, uma informação de melhor qualidade sobre o tempo que indivíduos dedicam ao trabalho doméstico não remunerado. O projeto ora proposto dará sequência a uma série de análises que se utilizarão da metodologia desenvolvida e aplicada aos dados das PNADs, que permite estimar informações inéditas sobre produção, consumo e transferência de tempo de trabalho doméstico não remunerado no Brasil. Uma vez que se dispõe, pela primeira vez, dessas informações, o objetivo é analisar os diferenciais entre homens e mulheres, em diferentes contextos socioeconômicos e arranjos domiciliares na produção doméstica e as conexões desses diferenciais com as desigualdades observadas no mercado de trabalho.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2022
Foto de perfil

Simoni Margareti Plentz Meneghetti

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • meninas na biorrefinaria
  • A presente proposta visa despertar o interesse vocacional, com consequente estímulo à participação/formação de mulheres na área de Química, pela realização de atividades contextualizadas no âmbito da temática da Biorrefinaria. Para tanto são propostas várias atividades que garantirão o atingimento desse objetivo. Processos de biorrefinaria envolvem o uso de biomassa (e seus resíduos) como matéria-prima sustentável e abundantemente disponível (e, portanto de custos competitivos), que pode complementar ou substituir os insumos fósseis para produção de produtos químicos. Os produtos obtidos da transformação da biomassa têm várias aplicações importantes, tais como biocombustíveis, aditivos de combustíveis, fragrâncias, solventes, plastificantes, entre outros. Exemplos consolidados de produtos químicos obtidos por rotas de Biorrefinaria são os biocombustíveis bioetanol e o biodiesel. O mercado global de insumos fósseis (petróleo, carvão, etc.) enfrenta desafios relacionados ao aumento de custo de produção e grande pressão ecológica. Tal cenário é decorrência do alto valor das matérias-primas e da energia, associado à constante demanda por parte dos consumidores pelo aumento da qualidade dos produtos com redução de impactos ambientais, maior sustentabilidade e segurança industrial. Nesse contexto, a possibilidade de introduzir meninas nessa temática será extremamente valiosa, pois várias dimensões serão abordadas e aspectos ambientais, econômicos e sociais poderão ser discutidos. Isso sem dúvida proporcionará uma ampla formação com potencial de despertar a vocação para a carreira científica, calcada em conceitos de sustentabilidade e química verde.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 01/12/2018-31/05/2020