Cofinanciadores

As redes de pesquisa foram contempladas com R$ 44,4 milhões aportados por 17 financiadores: CNPq, MCT/FNDCT, CAPES, MMA e mais treze FAPs (Fig. 3).

Figura 3 - Distribuição dos recursos aportados às redes de pesquisa do Edital MCT/CNPq/MMA/MEC/CAPES/FNDCT ¿ Ação Transversal/ FAPs Nº 47/2010 ¿ SISBIOTA BRASIL por órgão financiador.

De acordo com os relatórios finais apresentados pelas redes de pesquisa, além dos recursos oriundos do Edital foram captados de outras 30 fontes recursos adicionais da ordem de R$ 21,8 milhões, equivalentes a 49% do valor oficial, oriundas de agências de fomento, federais ou estaduais (Fig. 4).
No total, foram aplicados aproximadamente R$ 66,2 milhões ao longo do período de execução das redes de pesquisa. A maior parte dos recursos adicionais foi proveniente de seis FAPs, havendo ainda fontes de financiamento de duas organizações não governamentais (ONGs) três empresas privadas, duas agências federais de fomento e três agências estrangeiras de fomento. Houve recursos obtidos junto a universidades, sendo oito estaduais e três federais, além de duas universidades estrangeiras, uma instituição de conservação ambiental e dois Ministérios. A Figura 3 mostra a distribuição dos recursos por fonte financiadora e a Figura 4 o número de redes financiadas pelas mesmas fontes, assim como a distribuição regional das redes.

 

Figura 4 - Distribuição das redes do Edital MCT/CNPq/MMA/MEC/CAPES/FNDCT ¿ Ação Transversal/FAPs Nº 47/2010, por fonte financiadora e região.